Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



A Política com um Novo Paradigma

por F. Rui, em 02.01.16

BPN, BES, Novo Banco, Banif... e... por aonde é que anda a capacidade negocial do contribuinte!!!???!!!???!!!
.
Ora, de facto, por muitos mestres/elite em economia que existam por aí... porque é que quem paga (vulgo contribuinte) não há-de ter uma palavra a dizer!!!???!!!???!!!
.
Mais, foram mestres/elite em economia que enfiaram ao contribuinte autoestradas 'olha lá vem um', estádios de futebol vazios, BPN, BES, Novo Banco, Banif, etc.
.
.
O CONTRIBUINTE NÃO PODE IR ATRÁS DA CONVERSA DOS PAROLIZADORES DE CONTRIBUINTES - estes, ao mesmo tempo que se armam em arautos/milagreiros em economia (etc), por outro lado, procuram retirar capacidade negocial ao contribuinte!!!
.
Mais, quando um cidadão quando está a votar num político (num partido) não concorda necessariamente com tudo o que esse político diz!
Leia-se, um político não se pode limitar a apresentar propostas (promessas) eleitorais... tem também de referir que possui a capacidade de apresentar as suas mais variadas ideias de governação em condições aonde o contribuinte/consumidor esteja dotado de um elevado poder negocial!!!
-» Ver blogs « http://fimcidadaniainfantil.blogspot.pt/ » e « http://concorrenciaaserio.blogspot.pt/ ».
.
.
.
Anexo:
O CONTRIBUINTE TEM QUE SE DAR AO TRABALHO!!!
-» Leia-se: o contribuinte tem de ajudar no combate aos lobbys que se consideram os donos da democracia!
---»»» Democracia Semi-Directa «««---
-» Isto é, votar em políticos não é (não pode ser) passar um cheque em branco isto é, ou seja, os políticos e os lobbys pró-despesa/endividamento poderão discutir à vontade a utilização de dinheiros públicos... só que depois... a ‘coisa’ terá que passar pelo crivo de quem paga (vulgo contribuinte).
-» Leia-se: deve existir o DIREITO AO VETO de quem paga!!!
[ver blog « Fim-da-Cidadania-Infantil »]
.
.
P.S.
Outros Direitos que já há alguns anos (comecei nos fóruns clix e sapo) aqui o je vem divulgando:
1- O Direito à Sobrevivência de Identidades Autóctones : ver blog "http://separatismo--50--50.blogspot.com/".
2- O Direito à Monoparentalidade em Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas: ver blog "
http://tabusexo.blogspot.com/".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:16


O Direito à Autonomia Legislativa

por F. Rui, em 19.07.15

Não acontece só nos clubes de futebol, acontece também em muitos ramos das sociedades (e das regiões): os melhores duma região/sociedade tendem a deslocar-se para regiões/sociedades mais ricas - é uma situação natural, dificultosa... todavia, no entanto... confere a muitas regiões/sociedades uma legítima AUTONOMIA LEGISLATIVA!
De facto, todos nós sabemos que as regiões/sociedades mais pobres... tendem a ficar mais pobres... em relação às regiões/sociedades mais ricas -> pois, estas vão buscar os melhores das regiões/sociedades mais pobres.
Ora, tudo ok... agora, todavia, no entanto, como é óbvio... as regiões/sociedades mais ricas NÃO PODEM TER O DESPLANTE DE PRETENDER IMPOR LEGISLAÇÃO às regiões mais pobres!
Dito de outra maneira: as regiões/sociedades mais pobres devem possuir Autonomia Legislativa em relação às regiões/sociedades mais ricas (isto é, ou seja, em relação àquelas que vão buscar os seus melhores)!
.
.
.
.
Anexo:
AUTARCAS EM GRAVE DESLEIXO
{uma riqueza que as regiões/sociedades não podem deixar de aproveitar}
.
.
-> Muitas mulheres heterossexuais não querem ter o trabalho de criar filhos... querem 'gozar' a vida; etc;
-> Muitos homens heterossexuais não querem ter o trabalho de criar filhos... querem 'gozar' a vida; etc;
CONCLUINDO: é uma riqueza que as sociedades/regiões não podem deixar de aproveitar - a existência de pessoas (homossexuais ou heterossexuais) com disponibilidade para criar/educar crianças.
.
---> Já há mais de dez anos (comecei nos fóruns clix e sapo) que venho divulgando algo que, embora seja politicamente incorrecto, é, no entanto, óbvio:
- Promover a Monoparentalidade - sem 'beliscar' a Parentalidade Tradicional (e vice-versa) - é EVOLUÇÃO NATURAL DAS SOCIEDADES TRADICIONALMENTE MONOGÂMICAS...
{ver blogs http://tabusexo.blogspot.com/ e http://existeestedireito.blogspot.pt/}
.
.
.
P.S.
Tal como eu explico no blog «http://tabusexo.blogspot.com/» -> o Tabu-Sexo não se tratou de um mero preconceito... foi, isso sim, uma estratégia que algumas sociedades adoptaram no sentido de conseguirem Sobreviver... leia-se: o Tabu-Sexo tinha como objectivo proporcionar uma melhor Rentabilização dos Recursos Humanos da Sociedade... leia-se, o verdadeiro objectivo do Tabu-Sexo era proceder à integração social dos machos mais fracos!!!
.
P.S.2.
Uma sociedade/região, para sobreviver, precisa de (como é óbvio ) possuir a capacidade de renovação demográfica.
.
P.S.3.
Existem autoridades de sociedades/regiões (que estão sem capacidade de renovação demográfica) em desleixo:
- não monitorizam/motivam/apoiam uma riqueza que não podem deixar de aproveitar -> a existência de pessoas (homossexuais ou heterossexuais) com disponibilidade para criar/educar crianças.
.
P.S.4.
Mais, existem autoridades de sociedades/regiões (que estão sem capacidade de renovação demográfica) que são cúmplices de 'globalization lovers' nazis.
.
P.S.5.
Nazismo não é o ser 'alto e louro', bla bla bla,... mas sim... a busca de pretextos com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros! Existem 'globalization-lovers' (que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa), e existem 'globalization-lovers' nazis (estes buscam pretextos para negar o Direito à Sobrevivência das Identidades Autóctones).
.
P.S.6.
Uma NAÇÃO é uma comunidade duma mesma matriz racial onde existe partilha laços de sangue, com um património etno-cultural comum.
Uma PÁTRIA é a realização de uma Nação num espaço.
.
P.S.7.
Devemos estar preparados para a CONVERSA DO COSTUME dos nazis made-in-USA [nota: estes nazis provocaram holocaustos massivos em Identidades Autóctones]: «a sobrevivência de Identidades Autóctones provoca danos à economia…»
[Nota: é preciso dizer não ao nazismo democrático e sim ao separatismo, isto é: é preciso dizer NÃO àqueles que pretendem determinar/negar democraticamente o Direito à Sobrevivência de outros.]
.
.
.
Anexo 2:
Já há alguns anos que aqui o je vem divulgando Direitos que considera serem importantes:
1- O Direito à Sobrevivência de Identidades Autóctones : ver blog "http://separatismo--50--50.blogspot.com/".
2- O Direito à Monoparentalidade em Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas: ver blog "http://tabusexo.blogspot.com/".
3- O Direito ao Veto de quem Paga: ver blog "http://fimcidadaniainfantil.blogspot.pt/".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:18

Existem empresários que compram empresas concorrentes com o objectivo de obter um certo domínio num determinado segmento do mercado... depois... ao alcançarem um certo domínio no seu segmento de mercado, forçam os fornecedores a baixar os preços, isto é, ou seja, reduziram a capacidade negocial do fornecedores.
Existem políticos/marionetas que fazem o mesmo tipo de trabalho: leia-se, privatizam empresas estratégicas com o objectivo de reduzir a capacidade negocial do contribuinte/consumidor... beneficiando, desta forma, certos grupos económicos.
.
Exemplo 1: Há alguns anos atrás quiseram introduzir taxas em cada levantamento multibanco... todavia, no entanto, o banco público C.G.D. apresentava lucros sem ser necessário mais uma taxa... o pessoal que queria introduzir mais uma taxa lá teve de amochar!...
.
Exemplo 2: A EDP Renováveis vende a energia eólica a 60 euros o MWh em Espanha, nos Estados Unidos a cerca de 50 euros, e em Portugal vende a 100 euros... o contribuinte/consumidor, de mãos-atadas, tem de comer e calar!
.
RESUMINDO: uma empresa pública em concorrência no mercado, a apresentar lucro, confere ao contribuinte/consumidor uma elevada capacidade negocial!
CONCLUINDO: por meio de referendo o contribuinte/consumidor deve decidir em que segmentos de mercado deve existir a concorrência de empresas públicas, isto é, ou seja, o contribuinte/consumidor deve decidir em que segmentos de mercado deve possuir uma maior capacidade negocial.
.
.
.
P.S. Não há necessidade do Estado possuir negócios do tipo cafés (etc), porque é fácil a um privado quebrar uma cartelização... agora, em produtos de primeira necessidade (sectores estratégicos) - que implicam um investimento inicial de muitos milhões - só a concorrência de empresas públicas é que permitirá combater eficazmente a cartelização privada.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 18:13


SEPARATISMO-50%-50%

por F. Rui, em 12.05.15

Separatismo-50-50

.

.

Dois discursos completamente diferentes: para os separatistas-50-50, «os 'globalization-lovers'… que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa», isto é, os separatistas-50-50 privilegiam um discurso pró-diversidade... ao contrário, andam por aí nazis que privilegiam «um discurso de busca de pretextos para negar o Direito à Sobrevivência de outros». {Ora, de facto, enquanto que para alguns  'globalization-lovers' a existência/sobrevivência de outros é uma coisa que faz um bocado de ''confusão''... pelo contrário, para  os separatistas-50-50 a existência de outros não é uma coisa que faz ''confusão''... os separatistas-50-50 apenas reivindicam o legítimo Direito à Sobrevivência de Identidades Autóctones} . ---»»» Contrariando a NOVA INQUISIÇÃO que anda por aí, aqui vai -> pelo legítimo Direito à diferença: TODOS DIFERENTES!!! TODOS IGUAIS!!! --- Isto é, TODOS os Povos Nativos do Planeta Terra: -> INCLUSIVE os de 'baixo rendimento demográfico' (reprodutivo)!... -> INCLUSIVE os economicamente pouco rentáveis!... devem possuir o Direito de ter o SEU espaço no Planeta!!! . . ---> Nazismo não é o ser 'alto e louro', bla bla bla,... mas sim, a busca de pretextos com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros!... ---> Os nazis desmultiplicam-se na busca de pretextos... para negar o Direito à Sobrevivência de outros...... um exemplo: nazis 'globalization-lovers'/(anti-sobrevivência de Identidades Autóctones) buscam pretextos... para negar o Direito à sobrevivência das Identidades Autóctones...; mais, tal como os hitlerianos, 'globalization-lovers' nazis que andam por aí... gostam de argumentar que é necessário eliminar Identidades para que exista paz. --->>> Pelo contrário, os separatistas-50-50 não têm um discurso de negação de Direito à sobrevivência de outros...; mais, os separatistas-50-50 não são anti-imigração -> os separatistas-50-50 apenas reivindicam o Direito à Sobrevivência das Identidades Autóctones! (leia-se: os 'globalization-lovers' que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa!) {nota 1: há que mobilizar os nativos... que... possuem disponibilidade emocional para abraçar um projecto de Luta pela Sobrevivência} {nota 2: os «portugueses-do-prego» (isto é, os portugueses que estão a colocar Portugal no prego) não defendem uma estratégia de renovação demográfica (média de 2.1 filhos por mulher)… os portugueses-do-prego 'dão musica' a parvinhos-à-sérvia... vide Kosovo…} {nota 3: existem mais de 1200 milhões de chineses, existem mais de 1200 milhões de indianos, etc, etc, etc… e, todavia, no entanto… existem 'globalization-lovers' que insistem em acossar/perseguir qualquer meia-dezena de milhões de autóctones que defenda a sobrevivência da sua Nação/Pátria}
NOTE-SE BEM: A luta pela sobrevivência é uma coisa difícil e complicada... não há tempo a perder com «Parvos-à-Sérvia»... leia-se: decadência 'kosovariana'...

P.S. Kosovo... uma pergunta para os Sérvios (e não só): vocês não têm vergonha de ser tão parvos? É óbvio que ao perderem o controlo demográfico [ficando à mercê de não-nativos já naturalizados - e com uma demografia imparável]... a 'coisa' iria ser (mais tarde ou mais cedo) desmantelada... Uma obs: Um sítio aonde não se procede à renovação demográfica - leia-se uma SOCIEDADE SUSTENTÁVEL - não é um país...... é (está condenado a ser -> mais tarde ou mais cedo,) UMA 'COISA' PRESTES A SER DESMANTELADA.


P.S.2 Pelo legítimo Direito à diferença dos povos autóctones... existem países que devem ser divididos em dois espaços: ------> 1) um ( 50% ) de Competição Global; {nota: neste espaço os adeptos da Competição Global [e da Mestiçagem] concretizam o Direito de ter o seu espaço no Planeta...}; --------> 2) outro ( 50% ) de Reserva Natural -> destinado à sobrevivência das Identidades Étnicas Autóctones; {nota: o mundo deve possuir a capacidade de acolher quem é DIFERENTE... (Todos Diferentes Todos Iguais!!!) ... assim sendo, no espaço de Reserva Natural... os Nativos - que pretendem estar no Planeta, com CORAGEM e DETERMINAÇÃO, a Lutar pela Sobrevivência da sua Identidade Étnica/Cultural - concretizam o Direito de ter o SEU espaço no Planeta!... ---> nota: são Nativos que estão interessados em construir uma Sociedade Sustentável: uma Sociedade dotada da capacidade de Renovação Demográfica}
NOTA 1: JÁ EXISTEM Países aonde existem Reservas Naturais para os Povos Nativos...; no entanto, a situação de maior JUSTIÇA será a Divisão ( 50% - 50% )... e constituição de Estados LIVRES e DEMOCRÁTICOS Reserva Natural... [ obs: aquelas pessoas que assim o desejarem... possuirão toda a LIBERDADE de sair para um Espaço de Competição Global ]
NOTA 2: Toda a gente sabe que os mestiços (nota: como é óbvio, existem excepções à regra - pessoas de boa vontade) são uns PREDADORES INSACIÁVEIS: ambicionam ocupar e dominar mais e mais territórios...{nota: a cada dia que passa, a Inquisição Mestiça ganha mais força repressiva}... a luta pela sobrevivência é, sempre foi, e continuará a ser, uma coisa difícil e complicada... as Identidades Étnicas Autóctones só têm uma coisa a fazer: lutar pela sobrevivência... consequentemente... contrariando aquilo que os espertalhões da Inquisição Mestiça pretendem... não devemos ser Fundamentalistas... assim sendo, devem ser considerados NATIVOS todas as pessoas com, pelo menos, x % de GENES TÍPICOS NATIVOS... (nota 1: todos os povos nativos possuem os SEUS 'genes típicos nativos'... e o x % deverá ser definido por uma comissão científica ;;; nota 2: poderá ser usado um outro critério mais 'expedito'). OBS 1: i) Os Povos Nativos são a forma como o Ser Humano evoluiu nas mais variadas regiões do Planeta... isto é: os Nativos possuem características físicas... GENES TÍPICOS NATIVOS ... que são a forma como a espécie humana evoluiu... nas mais variadas regiões do Planeta. ii) A existência de Povos Nativos no SEU espaço é uma Identidade com muitos milhares de anos... que deve ser RESPEITADA e PRESERVADA! OBS 2: i) Sabendo muito bem que a luta pela sobrevivência é uma coisa difícil e complicada, os espertalhões dos 'globalization-lovers' (como seria de esperar) adoram 'Teorias à Sun-Tsu': leia-se, teorias que visam desmobilizar as pessoas dos seus valores.
NOTA 3: Ao contrário da Nação Judaica, que fez uma TRANSIÇÃO BRUSCA..., eu penso que a transição para o separatismo-50-50 deveria ser uma TRANSIÇÃO GRADUAL (de algumas décadas): nas Nações aderentes ao Separatismo-50-50, o Período de Transição de Divisão (ex: 50% norte - 50% sul) deverá demorar várias Décadas...
NOTA 4: o Separatismo-50-50 respeita os adeptos da competição global... e 'corta' com aniquiladores de civilizações: os bandalhos, a superclasse, as marionetas da superclasse, etc...
NOTA 5: Os Povos de BOA VONTADE [não estão contra a sobrevivência de ninguém... isto é, apenas reivindicam o Legítimo Direito à sobrevivência da sua Identidade] não têm quaisquer problemas em reconhecer que devem existir (no Planeta) Reservas Naturais de Povos Nativos. [nota: pelo contrário, os MAFIOSOS (...) reverenciam o comportamento típico hitleriano: busca de pretextos... com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros...]
NOTA 6: Os separatistas-50-50 apoiam toda e qualquer Identidade Autóctone do planeta que se esforce no sentido da sua sobrevivência.

VEJA-SE BEM A DIFERENÇA: As pessoas de boa vontade defendem a preservação de TODAS as raças (nota: inclusive a raça mestiça). Pelo contrário, espertalhões da Inquisição Mestiça que andam por aí... proclamam que apenas a raça mestiça possui o direito à sobrevivência -> para eles, deve-se impedir a preservação das raças que não sejam consideradas mestiças. De facto, o comportamento da Inquisição Mestiça é em tudo igual ao de várias personalidades históricas - de má memória - que também adoravam inventar teorias com um objectivo muito preciso: negar a outros... o Direito de evocar a legitimidade da sobrevivência da sua Identidade.
NOTA IMPORTANTE: Os globalization-lovers não são de confiança... logo... nunca poderá ser a criação de meras reservas naturais, mas sim, separatismo puro e duro: uma Nação, uma Pátria, um Estado; ou seja, a criação de Estados Étnicos dotados de eficientes EXÉRCITOS para auto-defesa... leia-se: se os autóctones europeus não estiverem dotados duma Coligação Defensiva (do tipo NATO)… os nazis made-in-USA aplicarão aos autóctones europeus o mesmo 'tratamento' que foi aplicado aos autóctones norte-americanos. {nota 1: armas convencionais não serão suficientes... ora, como possui armas de alta tecnologia, e como também está demograficamente ameaçada... será da máxima importância mobilizar a Rússia para a coligação} {nota 2: devemos estar preparados para  a «conversa do costume» dos nazis made-in-USA (obs: estes nazis provocaram holocaustos massivos em Identidades Autóctones): "a sobrevivência de Identidades Autóctones provoca danos à economia…"}



Mais um P.S. Na minha opinião, muito muito mais importante do que andar por aí a evocar os melhores, os piores... interessa... isso sim, é criar as condições para que as pessoas possam ter os seus Direitos... nomeadamente, em particular: - o Direito à Sobrevivência de Identidades Autóctones [blog Separatismo-50-50!]; - o Direito de ter filhos em sociedades tradicionalmente monogâmicas [blog Origem Tabu-Sexo ]. [nota: anda por aí muita conversa abandalhada: pessoal que não se preocupa com a construção duma sociedade sustentável (média de 2.1 filhos por mulher)... critica a repressão dos Direitos das mulheres… todavia, em simultâneo, para cúmulo, defende que... se deve aproveitar a 'boa produção' demográfica proveniente de determinados países (nota: 'boa produção' essa... que foi proporcionada precisamente pela repressão dos Direitos das mulheres - ex: islâmicos)… para resolver o deficit demográfico na Europa!?!?!] {OBS: Uma NAÇÃO é uma comunidade de indivíduos de uma mesma matriz racial que partilham laços de sangue, com um património etno-cultural comum... Uma PÁTRIA é a realização e autodeterminação de uma Nação num determinado espaço.}

{Este texto foi escrito com base no blogue DIVISÃO--50--50}

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:45

-> No blog "Fim-da-Cidadania-Infantil" faz-se referência ao facto de ser necessário uma apresentação sistemática da actividade governamental... para que... quem paga (vulgo contribuinte) possa ter/exercer uma atitude crítica  (nota: o seu Direito de Veto).
 -> De uma forma análoga, as empresas públicas devem apresentar de forma sistemática a sua actividade (nota: a definir caso a caso... consoante o tipo de actividade da empresa pública)... para que... o consumidor/contribuinte possa ter/exercer uma atitude crítica!
Um exemplo: quiseram introduzir taxas em cada levantamento multibanco... todavia, no entanto, o consumidor/contribuinte reagiu:  "o banco público C.G.D. apresentava lucros... sem ser necessário a introdução de mais uma taxa"!?!?!
.
.
Resumindo:
1- ficar à espera de auto-regulação privada/(de mercado) é coisa de otários...
2- a Regulação Estatal é necessário... todavia, no entanto... é algo que poderá ser um tanto ou quanto  contornável... (uma nota: ver casos do BPN e do BES)
3- para que certos sectores de actividade [exemplo 1: a actividade política; exemplo 2: sectores estratégicos da actividade económica] não venham a «ficar entregues à bicharada»... é necessário que exista uma apresentação sistemática  da sua actividade [ex. 1: governo; ex. 2: EMPRESAS PÚBLICAS  em sectores económicos estratégicos] ... para que... o  consumidor/contribuinte possa exercer uma constante atitude crítica!
.
.
.
P.S.
Uma opinião um tanto ou quanto semelhante à minha:
Banalidades - jornal Correio da Manhã:
- o presidente da TAP disse: "caímos numa situação que é o acompanhar do dia a dia da operação e reportar qualquer coisinha que aconteça".
- comentário do Banalidades: "é pena que, por exemplo, não tenha acontecido o mesmo no BES".

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:26


As «««falhas»»» do Regulador

por F. Rui, em 22.02.15

Ficar à espera de auto-regulação privada/(de mercado) é coisa de otários... a Regulação Estatal é algo que é necessário.
.
E MAIS: as «««falhas»»» do Regulador Vítor Constâncio (quando era Governador do Banco de Portugal) vêem reforçar aquilo que é dito aqui no primeiro 'post' do blog:
- os privados não querem que exista concorrência de empresas públicas... porque... É MUITO MAIS FÁCIL "dar a volta" a um qualquer Regulador... do que... "dar a volta" a uma empresa pública a fazer concorrência no mercado.
.
.
.
Nota 1: Não há necessidade do Estado possuir negócios do tipo cafés (etc), porque é fácil a um privado quebrar uma cartelização... agora, em produtos de primeira necessidade (leia-se, sectores estratégicos) - que implicam um investimento inicial de muitos milhões - só a concorrência de empresas públicas é que permitirá combater eficazmente a cartelização privada.
.
Nota 2: Aqui no blog, não está em causa o facto da iniciativa privada ser muito importante... leia-se, aqui apenas se faz referência ao facto de também ser muito importante um certo tipo de intervenção estatal na economia.
.
.
.
P.S.
Mais 'regulação' falhada... é ver o caso do BES.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:26


Afanodores de contribuintes

por F. Rui, em 22.02.15

Não são só os políticos... afanadores de contribuintes é coisa que não falta por aí:
- políticos;
- sindicatos;
- construtores de autoestradas 'olha lá vem um';
- lobbys (swaper's e afins) pró-endividamento do Estado/contribuinte;
- etc.
.
-> O contribuinte não pode continuar a andar a 'ser comido' constantemente a torto e a direito!!!
-> Resumindo: os políticos e os lobbys pró-despesa/endividamento poderão discutir à vontade a utilização de dinheiros públicos... só que depois... a 'coisa' terá que passar pelo 'crivo' do contribuinte - leia-se, quem paga (vulgo contribuinte) deve possuir o Direito de defender-se!!!
-> De facto, deve existir o DIREITO AO VETO de quem paga!!! [blog 'fim-da-cidadania-infantil'].
.
.
NOTA:
O contribuinte agradece que sejam apresentadas propostas/sugestões que possibilitem uma melhor gestão/rentabilização dos recursos disponíveis... leia-se: em vez de propostas de aumentos... apresentem propostas de orçamentos!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:25

Existe muito pessoal que gosta de argumentar:
- «A Dívida Pública nunca foi um problema. Os Estados raramente pagam a própria Dívida, preferindo renovar as maturidades através da emissão de novos títulos. Um pouco como dizer: substituir os Títulos cujos prazos estão prestes a acabar com a emissão de novos Títulos. Quanto mais "longas" forem as maturidades das obrigações, com menos frequência o Estado deve ir ao mercado para novos empréstimos.».
.
.
Hihihihihi... ahahahahahahahah.
.
-> Sim, claro que a Dívida Pública não é um problema... até porque, pelo meio... o Estado vai vendendo empresas estratégicas para a soberania à alta-finança!?!?!?!
-> RESULTADO: o zé-da-esquina que possui um negócio familiar pode sofrer um aumento de impostos sobre os seus lucros [há uma dívida pública para pagar]... pelo contrário, os detentores de empresas estratégicas para a soberania fazem ameaças/chantagens sobre os governos caso estes ousem aumentar os impostos sobre os seus lucros... um exemplo: veja-se como o governo de Passos Coelho se curvou perante os donos da EDP.
.
.
MAIS: marionetas ao serviço da superclasse (alta finança - capital global) andam por aí com uma conversa… já há muito tempo esperada: «implosão das soberanias ou o caos».
.
[nota: : veja-se a conversa do secretário de Estado adjunto do primeiro-ministro, Carlos Moedas: "o que Portugal realmente precisa é de uma plena união bancária na Europa, que corrija a transmissão da política monetária na área do Euro e que alivie o peso da dívida"]
.
.
.
P.S.
Para o eng. José Sócrates a Dívida Pública também não era um problema...ano após ano foi fazendo novos empréstimos... teoricamente, cada novo empréstimo contraído pelo Estado permitia activar recursos (por exemplo, com a criação de obras públicas)... que iriam aumentar as receitas (mais gastos dos trabalhadores), portanto, teoricamente, seria possível eventualmente pagar o empréstimo extra sem ter que aumentar os impostos... RESULTADO FINAL: sem o dinheiro da 'troika' o Estado teria entrado em incumprimento!...
[uma nota: o  'grande mestre' anti-austeridade (vulgo: «política baseada no aumento da procura… essencial para fazer crescer a oferta…»), eng. José Sócrates, quase duplicou a dívida pública em seis anos!?!?!?!]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:24


Renovação Demográfica

por F. Rui, em 22.02.15

A Luta pela Sobrevivência envolve:
-1- capacidade de renovação demográfica;
-2- capacidade de defesa perante aqueles que pretendem ocupar e dominar novos territórios.
.
Para se alcançar a renovação demográfica é necessário uma taxa de 2.1... actualmente a taxa ronda os 1.3...
.
Tendo em vista o aumento da taxa de natalidade, há que procurar reduzir os 'custos de renovação demográfica'...
Um exemplo:
- para que o seu preço diminuísse substancialmente... os manuais escolares (nota: do Ensino Escolar Obrigatório e das ESCOLAS PÚBLICAS) deveriam ser todos feitos na Imprensa Nacional-Casa da Moeda.
.
.
Obs 1: Como é óbvio, quem assim o quisesse, poderia completar os manuais feitos na Imprensa Nacional-Casa da Moeda adquirindo manuais feitos por editoras privadas.
.
Obs 2: "Manuais Escolares Públicos" de baixo preço vai contra o interesse das editoras... todavia, no entanto, como é óbvio... a Luta pela Sobrevivência é mais importante do que os interesses dos livreiros.
.
.
.
P.S.
Uma via que deverá ser aberta para que milhões de pessoas possam a vir ser pais:
- o Direito à Monoparentalidade em Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas.
[ ver blog 'A origem do TABU-SEXO' (http://tabusexo.blogspot.com/) ]

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:23

1.SISTEMA DE PENSÕES PRIVADO
-» Aqui não existam correcções/ajustamentos… vai tudo numa boa… até (veja-se o Lehman Brothers)… abrir falência duma semana para a outra!
.
.
2. SISTEMA DE PENSÕES PÚBLICO
-» Aqui existem correcções/ajustamentos… leia-se: importante importante mesmo é ABRIR O DEBATE!...
-» Ora, de facto, Portugal não precisa de políticos que querem contraír mais dívida… mas sim, de POLÍTICOS DISPONÍVEIS PARA DISCUTIR INTENSAMENTE A GESTÃO DOS RECURSOS DISPONÍVEIS!...
-» Resumindo: os lobbys poderão negociar normalmente com os governos… só que… depois… a coisa terá que passar pelo 'crivo' do contribuinte: "O Direito ao Veto de quem paga" (vulgo contribuinte) - ver blog 'fim-da-cidadania-infantil' (Democracia Semi-Directa).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:21

-> São necessárias manifestações em todo o país (eventualmente uma greve geral)... tendo em vista alterações à Constituição... que permitam uma Mudança de Paradigma Democrático:
- Retirar poderes aos políticos... e... um sistema menos permeável a lobbys.
.
.
-> As manifestações em causa... não terão nada a haver com as manifestações à CGTP... por motivos óbvios:
1- as manifestações à CGTP visam o perpetuar/eternizar da parolização do contribuinte: queda de governos semestre sim, semestre sim,... leia-se, 'mudar as moscas'... ficando o sistema inalterável (vira o disco e toca o mesmo): um sistema aonde os lobbys manobram sempre a seu belo prazer... e... aonde, ao passarem a «ex-», os governantes terão belos 'tachos' à sua espera;
2- muitas das manifestações à CGTP  são manifestações de 'esmifra-contribuintes': apresentam propostas/reivindicações de aumentos - e não - propostas de orçamentos... Leia-se: face a uma entidade pagadora em deficit (leia-se Estado)... eles queriam mais dinheiro não importa vindo de onde... leia-se, jubilavam quando os aumentos vinham... e... varriam para debaixo do tapete o facto da entidade pagadora ter necessidade de pedir dinheiro emprestado a (perigosos) especuladores, e necessidade de vender activos...
.
.
.
Anexo:
Não é muito difícil de perceber que é um imperativo... RETIRAR PODERES AOS POLÍTICOS (e um sistema menos permeável a lobbys):
-1- Auto-estradas 'olha lá vem um', nacionalização de negócios "madoffianos" (ex: BPN), etc… anda por aí muito pessoal a querer mandar naquilo que não é seu - o dinheiro dos contribuintes - consequentemente, como é óbvio, o Contribuinte tem de defender-se: "O Direito ao Veto de quem paga" [blog 'fim-da-cidadania-infantil']. 
-2- Político armado em 'milagreiro económico', é político que quer carta branca para pedir empréstimos...
-> Contrair dívida (para isto, ou para aquilo) pode conduzir a uma ESPIRAL RECESSIVA: o aumento de impostos para pagar a Dívida Pública... provoca uma diminuição do consumo... o que provoca um abrandamento do crescimento económico... o que, por sua vez, conduz a uma diminuição da receita fiscal!
Por outras palavras: pedir dinheiro emprestado é um assunto demasiado sério para ser deixado aos políticos!!!
-> Será necessário uma campanha para motivar os contribuintes a participar... leia-se, votar em políticos, sim, mas... não lhes passar um 'cheque em branco'!... Leia-se, para além do "O Direito ao Veto de quem paga", é urgente uma nova alínea na Constituição: o Estado só poderá pedir dinheiro emprestado nos mercados... mediante uma autorização expressa do contribuinte - obtida através da realização de um REFERENDO.
-3- A participação do Banco Público, CGD, nas negociações de Cartelização da Banca.... vem reforçar aquilo que já se sabia: existe por aí muito político cujo 'trabalhinho' é abrir oportunidades para a superclasse (alta finança - capital global):
- caos nas finanças públicas;
- privatização de bens estratégicos: combustíveis... electricidade... água...
Resumindo: os políticos não podem continuar a ter o poder de nomear directamente os gestores das empresas estratégicas (ex: água, e outras a definir)... leia-se, deve existir um CONCURSO PÚBLICO de gestores... e... embora seja o governo a escolher a equipa gestora vencedora do concurso público... todavia, deve existir a obrigatoriedade de partilhar informação... no sentido de que o contribuinte possa acompanhar o andamento do concurso público.
.
.
.
P.S.
-> Os lobbys que se consideram os donos da democracia - os 'cavadores de buracos' -, com os seus infiltrados em todo o lado (sim, em todo o lado!), isolam e atacam todo e qualquer ministro  que queira ser rigoroso, e que não lhes dê abébias para andar a 'cavar buracos' sem fim à vista...
- Obs. 1:  Manuela Ferreira Leite (quando era ministra das finanças) quis impor algum rigor nas finanças públicas... consequência: os 'cavadores de buracos' puseram o país inteiro a cantarolar a cantiga «Há vida para além do deficit».
- Obs 2: ao querer impor um certo rigor... o ministro das finanças Vítor Gaspar foi isolado (e atacado por todos os lados) pelos 'cavadores de buracos'.
- Obs 3: O ex-presidente da Câmara Municipal do Porto, Rui Rio, deixou na cidade do Porto um legado notável... todavia, no entanto... durante os seus mandatos foi o presidente de Câmara que nos media mais vezes foi alvo de críticas... pois é, quem não faz jeitinhos a certos lobbys leva!...
-> Resumindo: O CONTRIBUINTE TEM DE AJUDAR NO COMBATE AOS LOBBYS QUE SE CONSIDERAM OS DONOS DA DEMOCRACIA!
.
P.S.2.
-> Por um sistema menos permeável a lobbys: temos de pensar não em «políticos governantes» [vulgo políticos que, armados em 'milagreiros económicos', acabam por nos enfiar numa Espiral Recessiva]... mas sim... em «políticos gestores públicos» que fazem uma gestão TRANSPARENTE para/perante cidadãos atentos [blog 'fim-da-cidadania-infantil']... e mais, em vez de andarem 'preocupados' em contrair dívida... os políticos  deveriam, isso sim, era em estar empenhados em apresentar IDEIAS com o objectivo de se fazer uma BOA GESTÃO dos recursos disponíveis.
.
 P.S.3.
-> Pessoal (agora) indignado com os actuais índices económicos... todavia, no entanto, não se indignaram com o facto de SER MUITO PERIGOSO  o governo de  Sócrates (e outros governos) andarem a pedir 'mil milhões' às carradas.
{pois é, também se tem de pensar em pagar}
Nota: os economistas profissionais devem manifestar a sua opinião... todavia, no entanto, a avaliação de muitas decisões... terá de passar obrigatoriamente pelo Contribuinte: o «Direito ao Veto de quem Paga» [fim-da-cidadania-infantil].
.
 P.S.4.
-> Dito por outras palavras: A mama dos ravioli-mafiosi tem de acabar!!!
-> De facto, os políticos são eleitos é para gerir o bem público!...
-> Toda a gente pôde ver: políticos incompetentes (fazendo jeitinhos a certos lobbys) ao contraírem dívida... conduziram o país rumo a uma espiral recessiva e rumo à falência!
-> Quando um qualquer ravioli-mafiosi começa a falar em deficit e dívida pública... a resposta do contribuinte deverá ser: «o quê!? o quê!? o quê!?... os políticos foram eleitos TÃO E SOMENTE para gerir o bem público!...»
Explicando melhor, quando um político quer contrair dívida... tal terá de passar por um outro 'crivo'!... Leia-se: o contribuinte terá de reconhecer que o político em causa possui competência para tal!!!
Ora, de facto, quando uma entidade qualquer contraí dívida das duas uma:
- ou vai recuperar o investimento... ou... vai afundar-se ainda mais!...
Resumindo: o Estado só poderá contrair dívida... mediante uma autorização expressa de quem paga (vulgo contribuinte) - obtida através da realização de um REFERENDO (nota: políticos 'armados' em investidores deixaram-nos à beira da bancarrota… o contribuinte tem de abrir a pestana!!!).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:08


O fraccionamento do trabalho

por F. Rui, em 22.02.15

Com algum exagero, um internauta anónimo disse:
«Querem acabar desemprego?
Aumentem a laboração (dia de trabalho para 12 horas), com 2 turnos de 6 horas, claro que haveria de haver uma diminuição de salário para alguns (pois haveria redução de horas), mas haveria trabalho para todos...»


-> O fraccionamento do trabalho poderá avançar em situações aonde exista «gente capaz» disponível... tal terá que ser analisado caso a caso...
-> Dito de outra maneira:  analisando caso a caso, há que ver quais são os sectores aonde é possível gerar emprego...
.
-> Bom, no entanto, existe um problema: muitos sindicalizados não abdicam do seu 'Status Quo'.
Um exemplo: os maquinistas da CP ganham 2, 3, 4 ordenados mínimos... e não param de fazer greves... prejudicando pessoas que precisam de transportes públicos para se deslocarem para o seu local de trabalho... sendo que muitas dessas pessoas só ganham o ordenado mínimo.


Já houve quem levantasse a questão:
«Existirão pessoas que se terão endividado em função do salário disponível.»

-> Ora, e as pessoas que se endividaram... e agora não têm rendimento nenhum?!?


Já houve quem levantasse a questão:
«A redução salarial, por si só, nunca foi solução para resolver problemas da economia.»

-> Ora, o fraccionamento do trabalho não vai resolver problemas da economia... mas vai resolver problemas de pessoas.
Nota 1: com um desemprego muito elevado... existe um maior risco de implosão social; ficar à espera de um crescimento económico significativo pode ser uma miragem de muito longo prazo... até lá, o fraccionamento do trabalho vai diminuir o risco de implosão social.
Nota 2: O fraccionamento do trabalho é reversível... isto é: existindo crescimento económico... o fraccionamento do trabalho pode ir diminuindo...



P.S.
Os economistas argumentam que o fraccionamento do trabalho... não vai impulsionar o crescimento económico...
Pois é/será... mas vai... resolver problemas humanos!!!
Dito de outra maneira: a  economia é um assunto demasiado sério demais para ser deixado nas mãos dos economistas!
De facto, o cidadão comum - com o seu senso comum - tem de ter uma palavra a dizer!


P.S.2.
A propósito da afirmação do internauta anónimo... a 'coisa' não seria assim tão linear... leia-se, a ser inscrito na Constituição:
- com uma taxa de desemprego entre 5-9 por cento - caso exista mão-de-obra qualificada disponível e para empregos de salário superior a 3 salários mínimos - uma entidade patronal deverá poder aumentar (sem custos salariais adicionais) um turno de 8 horas... para dois turnos de 6 horas;
- com uma taxa de desemprego entre 10-14 por cento - caso exista... e para empregos de salário superior a 2,5 salários mínimos - uma entidade patronal deverá poder aumentar (sem custos...) um turno de 8 horas... para dois turnos de 6 horas;
- com uma taxa de desemprego entre 15-19 por cento - caso exista... e para empregos de salário superior a 2 salários mínimos - uma entidade patronal deverá poder aumentar (sem custos...) um turno de 8 horas... para dois turnos de 6 horas;
- com uma taxa de desemprego superior a 20 por cento - caso exista... e para empregos de salário superior a 1,5 salários mínimos - uma entidade patronal deverá poder aumentar (sem custos...) um turno de 8 horas... para dois turnos de 6 horas - nota: nesta situação, o salário mínimo 'fraccionado' equivalerá a 75% do salário mínimo normal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:08

É a música para otários: «vira o disco e toca o mesmo».
De facto, mesmo realizando eleições em todos os "semestres"... seria o «vira o disco e toca o mesmo»: os lobbys, manobrando à Esquerda e à Direita - num sistema aonde os políticos possuem PODER EM EXCESSO -, continuariam a fazer tudo o que muito bem entenderem!!!
(nota: já agora, a CGTP ia/vai mantendo o seu protagonismo na sociedade!...)

GREVE GERAL... sim mas...  para reivindicar um sistema semelhante ao suíço:
- os cidadãos teriam (por exemplo) uma semana para recolher (por exemplo) 100 mil assinaturas para referendar algo que considerem importante!
Exemplos:
- referendar um orçamento de Estado;
- referendar o negócio 'madoffiano' BPN... {nota:  assim não seria nacionalizado pela Esquerda (PS)}.
Pois é... este sistema - semelhante ao suíço - tem um 'problema': retira protagonismo às greves gerais... e também à CGTP...

A conversa do estilo CGTP... visa perpetuar/eternizar a parolização de contribuinte... isto é, ou seja, desviar a atenção de certos interesses instalados... isto é, ou seja, lançar uma cortina de fumo para que o contribuinte não veja o óbvio: os contribuintes não podem passar um 'cheque em branco' aos políticos!... Leia-se: votar em políticos... sim mas... votar não é passar um 'cheque em branco'!
De facto, não existe interesse em estar a mudar de governo todos os "semestres"!...
Leia-se: mudam os governantes... mas os lobbys mantêm a sua influência... e quando passarem a «ex-», os governantes, têm belos 'tachos' à sua espera.
Ora, em vez de andar por aí a reivindicar eleições a toda a hora... os cidadãos deveriam estar, isso sim, muito mais atentos à actuação dos governos... e os governos seriam julgados em eleições ao fim do seu mandato de 4 anos.
---> Aprofundando o sistema suíço:  blog «fim-da-cidadania-infantil».
Nota: O número de referendos durante a legislatura... seria um indicador do resultado desse julgamento nas urnas ao fim de 4 anos de governação.



P.S.
-» A conversa à CGTP…  é a conversa de «quem vier a seguir que feche a porta»!
{obs: lobbys patronais e lobbys sindicais unidos… de facto, ambos, nas suas negociações com os governos, QUEREM MANTER O CONTRIBUINTE DE FORA… isto é, querem que quem paga (vulgo contribuinte) não possua o Direito de Vetar negociatas…}
-» Conversa de «quem vier a seguir que feche a porta»... não obrigado!... Leia-se: em vez de propostas de aumentos... propostas de orçamentos!...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:07


Renegociação da dívida

por F. Rui, em 22.02.15

-> Quando Manuela Ferreira Leite, em 2004, anunciou que a dívida estava a crescer demasiado, e que era necessário tomar medidas sérias contra esse crescer da dívida... os investidores entraram em pânico!
-> De facto, para os investidores era imperioso uma descida do 'rating', pois só assim é que:
-1- seria possível aumentar os juros cobrados;
-2- seria possível 'deitar a luva' a determinados activos a preço de '''saldos''' (obs: saldos salvo seja, leia-se: empresas estratégicas para a soberania nunca deveriam ser vendidas!); resumindo: sem Estados endividados... não seria possível ter acesso a privatizações selvagens.
.
-> CONSEQUENTEMENTE: trataram de dar a volta à situação:  Manuela Ferreira Leite foi enxovalhada pelos Media e apoiantes seus foram silenciados (nota: os Media são controlados pela superclasse)... em simultâneo... os Media deram amplo destaque a marionetas/bandalhos que apregoavam a cassete: «há mais vida para além do deficit».
.
-> Bom, há séculos e séculos que o Negócio da Dívida é a mesma coisa:
- sempre que um agiota quer 'deitar a luva' aos bens de alguém... o agiota acena com empréstimos... que sabe que não vão conseguir pagar... porque... o agiota 'trata' de complicar a vida ao devedor!
.
-> Todavia, hoje em dia, mega-agiotas não se limitam a acenar a famílias... eles acenam a países inteiros!
-» Nota 1: a Goldman Sachs chegou ao ponto de camuflar a dívida grega... para que depois... mega-agiotas pudessem deitar a luva a activos gregos (e não só...)  a preço de '''saldos'''!
-» Nota 2: Mais, a  Goldman Sachs chegou ao ponto de colocar elementos seus nas comissões de privatizações!
.
.
Os Devedores deverão manifestar seriedade... todavia, no entanto, os Credores também deverão manifestar seriedade!
Explicando melhor: ao longo da História muito Credores têm caído na tentação de 'armadilhar' a coisa... com o objectivo de esmifrar  o Devedor (leia-se, 'deitar a luva' aos seus bens, perda de soberania,...).
.
Os Credores andaram a 'comer' o Estado português, leia-se, andaram a 'comer' os contribuintes portugueses como OTÁRIOS!
De facto, mafiosamente, os Credores complicaram a vida ao Devedor: o Estado português.
.
Os Credores também devem ser responsabilizados!
Na realidade, em vez de actuarem como Credores-esmifradores... os Credores devem  manifestar seriedade: leia-se, devem apresentar um plano que permita ao Devedor (nomeadamente, o Estado português) pagar as suas dívidas... sem desbaratar os seus bens, nem desbaratar a sua Soberania.
.
.
O CONTRIBUINTE PORTUGUÊS TEM DE REAGIR face às mafiosices dos Credores-esmifradores!!!
A Islândia conseguiu colocar um TRAVÃO nos Credores-esmifradores:
- Islândia: a revolução censurada pelos Media, mas vitoriosa!
Resumo (tudo pacificamente):
- Renegociação/reestruturação da dívida;
- Referendo, de modo a que o povo se pronuncie sobre as decisões económicas fundamentais;
- Prisão de responsáveis pela crise;
- Reescrita da Constituição pelos cidadãos.
{Obs: Os políticos e os partidos políticos vão ter que se aguentar... leia-se, têm de passar a ser muito mais controlados pelos cidadãos... consultar o know-how islandês poderá ser muito útil: deve-se icentivar atitudes de participação cívica... que não sejam... gritar com megafones, derrubar barreiras policiais, etc}



P.S.
 Paulo Morais, professor universitário - Correio da Manhã – 19/6/2012
"Com estas artimanhas (...) os banqueiros dominam a vida política, garantem cumplicidade de governos, neutralizam a regulação. Têm o caminho livre para sugar os parcos recursos que restam. Já não são banqueiros, parecem gangsters, ou seja, banksters."
.
 ---»» Uma revolução à Islândia... permitirá ao CONTRIBUINTE defender-se dos banksters.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:06


Cartelizadores em pânico

por F. Rui, em 22.02.15

Sempre que uma empresa pública concorrente apresenta lucros, os cartelizadores entram em pânico!
Um exemplo: quiseram introduzir taxas em cada levantamento multibanco... todavia, no entanto, o banco público CGD apresentava lucros sem ser necessário mais uma taxa... quem queria introduzir mais uma taxa teve de amochar!

Depois de permitirmos que cartelizadores se desembaraçassem da concorrência da empresa pública GALP... passamos a ser roubados a 'torto e a direito' no preço dos combustíveis.

Com o objectivo de se verem livres da concorrência pública, a falta de ética dos cartelizadores é óbvia:
- cartelizadores apoiaram a nacionalização do 'negócio madoffiano' BPN;
- e agora apoiam a privatização do banco público CGD - não é um 'negócio madoffiano', é um banco que funciona de forma regular: umas vezes apresenta lucros e outras vezes apresenta prejuízos.


P.S.
Preço de combustíveis exagerado, taxas e mais taxas dos bancos, etc... são tudo factores que ATRAVANCAM o crescimento económico... e que poderiam ser eficazmente combatidos caso existisse a concorrência de empresas públicas!
{obs: Não há necessidade do Estado possuir negócios do tipo cafés (etc), porque é fácil a um privado quebrar uma cartelização... agora, em produtos de primeira necessidade (leia-se, sectores estratégicos) - que implicam um investimento inicial de muitos milhões - só a concorrência de empresas públicas é que permitirá combater eficazmente a cartelização privada}

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:05

A liberdade de expressão traz perigos, sim... mas... a implementação do lápis azul (vulgo censura) traz perigos muito muito maiores!!!... Entre 'n', veja-se este exemplo: ao mesmo tempo que José Sócrates argumentava que estar a falar em determinadas situações/problemas... era algo que iria minar a confiança dos agentes económicos (e prejudicar o desenvolvimento económico)... o país ia fazendo uma alegre passeata rumo à bancarrota. Mais, era óbvio que, quando rebentasse a bolha imobiliária, tal iria ter consequências muito nefastas para o país... todavia, no entanto, enquanto a economia ia crescendo 'alegremente' com a bolha... muitos economistas forma impedidos, pela comunicação social, de dar o alerta para os perigos do DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO NÃO SUSTENTÁVEL promovido pela bolha imobiliária - 'Ratoeiras Economisticas' organizadas por economistas ao serviço de 'Bilderbergos'. . . . . Anexo 1: Um caos organizado por alguns: - quem falou que a dívida estava a crescer demasiado foi enxovalhado pelos Media (nota: são controlados pela superclasse)... e os Media deram amplo destaque a marionetas/bandalhos: «há mais vida para além do deficit»; - há cortes no Estado Social... mas ficam incólumes as PPP's, os juros agiotas, a nacionalização de negócios 'maddofianos' (nacionalização de prejuízos, privatização de lucros)... - eurobonds e implosão das soberanias... . ---»»» Dividir/dissolver Identidades para reinar... . -» A superclasse (alta finança internacional - capital global, e suas corporações) não só pretende conduzir os países à IMPLOSÃO da sua Identidade... como também... pretende conduzir os países à IMPLOSÃO económica/financeira. -» Um caos organizado por alguns - a superclasse: uma nova ordem a seguir ao caos... a superclasse ambiciona um neo-feudalismo. . [Nota: Consultar o know-how islandês poderá ser muito útil para colocar um travão no esquema mafioso: «saquear os contribuintes para dar a agiotas...»] . . . . Anexo 2: -> Não é difícil de perceber qual é o objectivo da conversa dos PALADINOS ANTI-AUSTERIDADE (marionetas ao serviço da superclasse – capital global): o endividamento em cima de endividamento... até que pode provocar um crescimento... só que… um crescimento não sustentável (crescimento eng.-socratiano) aproxima-nos da bancarrota {nota: AS BANCARROTAS EXISTEM! um ex: Detroit}… e… um país encostado à parede vende bens estratégicos à soberania: energia, água, etc (há já até quem fale na privatização do oceano português). . nota 1: -> Um país - tal como uma família, ou uma pessoal individual – está sujeito a atravessar períodos de crescimento e períodos de recessão (enriquecimento ou empobrecimento). -> Um tal como uma família, ou uma pessoa individual, um país deve estar precavido para enfrentar períodos de recessão (empobrecimento)… assim sendo, um país deve tomar precauções para não cair numa situação de 'espiral': fazer empréstimos para pagar empréstimos… . nota 2: O PS (e não só) quer implementar a ‘Detroitização’ do país: - Sindicatos saquearam as empresas, nomeadamente a indústria automóvel, com salários muito acima da média das suas congéneres arrastando as empresas para a crise profunda e a falência; - O emprego perdeu-se, as oportunidades foram-se e os mais decididos e capazes partiram para outras paragens agravando a crise; - O flagelo da droga instalou-se e corrompeu o tecido social que mais agravou a fuga das pessoas à insegurança e criminalidade ; - A cidade desde os anos 60 nunca mais elegeu um mayor republicano (é mais de 1/2 século de uma quase "ditadura" comparável à Andaluzia): foi um domínio absoluto dos "democratas"; - O discurso dos Mayores, quase todos corruptos e alguns ainda prestaram contas à Justiça, devem ter sucessivamente convencido os que ficaram com discursos de solidariedade social, ajudas, tolerância com a droga, tolerância com traficantes, desculpabilização dos consumidores  e o habitual palavreado que já conhecemos; - Os impostos foram sucessivamente aumentados para salvar as políticas dos Mayores o que ainda mais afastou o investimento. Resultado final: bancarrota…

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:04


Uma 'almofada' numa fase de recessão

por F. Rui, em 22.02.15

Existem ciclos no desenvolvimento económico: os Ciclos Económicos correspondem a oscilações do produto, do rendimento e do emprego... cada Ciclo Económico apresenta duas fases principais - a expansão e a recessão.

Para além de questões de Soberania... e para além de questões de oligopólios cartelizados... o Estado tem de ter uma presença muito forte nas «actividades de primeira necessidade»... visto que... tal presença pode ser utilizada como uma 'almofada' numa fase de recessão!

Um exemplo: uma GALP pública poderia continuar a ter lucro praticando preços moderados (um claro incentivo à retoma económica)... pelo contrário, uma GALP privada procura compensar uma diminuição da quantidade de mercadoria vendida, aumentando a margem de lucro [veja-se a roubalheira do preço da gasolina nos últimos tempos (nota: Portugal tem a terceira gasolina mais cara da Europa antes de impostos); obs: um produto de primeira necessidade]... o que por sua vez... dificulta a retoma económica.



Resumindo e concluindo: na minha opinião é inquestionável o facto de que é a iniciativa privada o motor do desenvolvimento económico... todavia, a especulação privada pode ter os seus excessos (um ex: aqui os preços aumentaram 10 vezes em poucos dias)... logo, é da mais elementar prudência, o Estado ter uma presença muito forte nas actividades de primeira necessidade... tanto mais que tal presença pode ser utilizada como uma 'almofada' numa fase de recessão da economia. {nota: Não há necessidade do Estado possuir negócios do tipo cafés (etc), porque é fácil a um privado quebrar uma cartelização... agora, em produtos de primeira necessidade - que implicam um investimento inicial de muitos milhões - só a CONCORRÊNCIA de empresas públicas é que permitirá combater eficazmente a cartelização privada}
Uma obs: nas actividades mais estratégicas... é preferível o combate à corrupção (combate esse, que poderá vir a ser muito mais eficaz com o «fim-da-cidadania-infantil»)... do que... ficar à mercê de quem muito bem calhar (chineses, família Eduardo dos Santos, Endesa, etc).



P.S.
Por outras palavras: empresas públicas a produzirem bens estratégicos (ex: gasolina, eletricidade, etc) a preços moderados, é um impulso para a retoma económica... pelo contrário, bens estratégicos  à mercê da alta finança, faz com que os consumidores fiquem à mercê de preços agiotas (veja-se o preço da gasolina e da eletricidade)... facto que dificulta a retoma económica... e que empobrece o país: os consumidores são saqueados e os lucros são conduzidos para o exterior (para a alta finança - capital global).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:03

Muitos economistas gostam de evocar a relação aritmética que mostra como uma economia com uma taxa de crescimento nominal do produto, superior à taxa média da dívida pública, pode ter, todos os anos, um défice primário (sem juros) compatível com a estabilidade do peso da sua dívida pública ---> isto é, ou seja, a RATOEIRA do endividamento esperando um crescimento económico perpétuo!...

A contradição dos cúmplices da RATOEIRA é óbvia:
- por um lado, eles (os economistas cúmplices da RATOEIRA) reconhecem a existência de ciclos económicos... todavia, no entanto, em simultâneo, não se cansam de repetir «só o crescimento perpétuo, só o crescimento perpétuo... é que nos salvará do caos económico»!?!?!?
O resultado está à vista de toda a gente: ao cair na RATOEIRA do endividamento esperando um crescimento económico perpétuo... Portugal está a ser forçado a VENDER ACTIVOS IMPORTANTES para a sua soberania!...


P.S.
Estando uma economia numa fase de recessão... e estando o Estado à beira da bancarrota... eles (os economistas cúmplices da RATOEIRA) argumentam que o culpado da situação de quase caos económico... é o facto de Estado não conseguir garantir um crescimento económico perpétuo!!!


Resumindo e concluindo: não devemos esperar que o crescimento económico seja perpétuo... e muito menos devemos ainda, endividarmo-nos esperando que seja o crescimento perpétuo o factor que nos vai permitir pagar as nossas dívidas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:02


Ciclos económicos

por F. Rui, em 22.02.15

É uma ideia aceite de forma generalizada: existem Ciclos Económicos!
{nota: os Ciclos Económicos correspondem a oscilações do produto, do rendimento e do emprego... cada Ciclo Económico apresenta duas fases principais: a expansão e a recessão}


Ora, é natural que qualquer pessoa questione:
1 - existindo Ciclos Económicos, será prudente uma economia endividar-se esperando um crescimento económico perpétuo?
2 - quais são as consequências - provocadas pela recessão - numa economia que se endividou esperando um crescimento económico perpétuo?


"Muito", "muito" pessoal que andou por aí a silenciar 'Medinas Carreiras' [leia-se, aconselhamento de que o endividamento deve ser muito muito muito prudente], anda agora por aí a argumentar que a recessão/crise - agravada pelas economias que se endividaram esperando um crescimento económico perpétuo - poderá provocar o colapso do sistema económico mundial!
Mais: indicam também que só a implosão das Soberanias (e das Identidades) é que impedirá que o mundo caia num CAOS.
E mais ainda: não faltará muito para que indiquem que - por forma a evitar que o mundo caia num CAOS - será necessário desenvolver todo o tipo de acções [...] contra os teimosos que não abdicam da sua Identidade!


P.S.
Um caos organizado por alguns - a superclasse!
Uma nova ordem a seguir ao caos... a superclasse (alta finança internacional - capital global, e suas corporações) ambiciona um neo-feudalismo!...
Ora, de facto, por exemplo, a Goldman Sachs andou a camuflar a dívida grega sabendo que muitos iriam perder com a recessão/crise... mas, plenamente consciente que uns iriam perder mais do que outros... isto é, ou seja, o verdadeiro objectivo da Goldman Sachs era/foi alterar a correlação de forças: muitas empresas estratégicas saíram do domínio público!
[uma obs: a superclasse também promove a dissolução/implosão de Identidades]
.
P.S.2.
Vários estudiosos da crise de 1929 já afirmaram o mesmo: com a recessão/crise muitos perderam... no entanto, uns perderam mais do que outros... e, no final, a correlação de forças foi alterada: os mais-pequenos perderam 'peso' na economia, os maiores passaram a ter mais 'peso' na economia.



ANEXO:
- Uma NAÇÃO é uma comunidade de indivíduos de uma mesma matriz racial que partilham laços de sangue, com um património etno-cultural comum.
- Uma PÁTRIA é a realização e autodeterminação de uma Nação num determinado espaço.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:01

Os portugueses foram uns otários ao caírem na ratoeira do NEGÓCIO DA DÍVIDA: de facto, há séculos e séculos que o Negócio da Dívida é a mesma coisa:
- sempre que um agiota quer 'deitar a luva' aos bens de alguém... o agiota acena com empréstimos... que sabe que não vão conseguir pagar... até porque, frequentemente, o agiota 'trata' de complicar a vida ao devedor!
RESULTADO FINAL: quem foi atrás do aceno de empréstimos (feito pelo agiota) vê-se espoliado... e o agiota fica com os seus bens!
Hoje em dia, mega-agiotas não se limitam a acenar a famílias... eles acenam a países inteiros!
-» Nota 1: a Goldman Sachs chegou ao ponto de camuflar a dívida grega... para que depois... mega-agiotas pudessem deitar a luva a activos gregos (e não só: consequências do chamado 'efeito dominó')... a preço de '''saldos'''!
[obs: saldos salvo seja, leia-se: empresas estratégicas para a soberania nunca deveriam ser vendidas!].
-» Nota 2: Mais, a  Goldman Sachs chegou ao ponto de colocar elementos seus nas comissões de privatizações!
.
É ALTURA DE ANALISAR:
1- em Portugal, quem é que andou a silenciar ''Medinas Carreiras''?
{estrategicamente silenciados pelos Media... quando o endividamento/bandalheira ia de vento em popa}
2- em Portugal, para além dos Media, quem é que [leia-se, outras marionetas dos 'Bilderbergos'] nos ANDOU A EMPURRAR para o Negócio da Dívida?



P.S.
Os 'Bilderbergos' ambicionam não só 'deitar a luva' aos activos das nações... como também, pagá-los a preço de saldo: "Descida do rating pela Moody’s é imoral".
{nota: as Marionetas dos 'Bilderbergos' (ex: Sócrates e afins...) fizeram o seu trabalho: silenciaram ''Medinas Carreiras'', e armaram a RATOEIRA para a falência: endividamento esperando um - ILUSÓRIO - crescimento perpétuo...}

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:00

«A VERDADE INCONVENIENTE é que não existiam, na economia portuguesa, razões substantivas quer em termos do sector financeiro, quer em termos de dívida (mais baixa do que a da Itália), quer em termos de défice (mais baixo do que o de vários países da UE) que justificassem a dimensão dos fortíssimos ataques especulativos de que foi vítima, ao contrário da Irlanda ou da Grécia...»


1- Os 'ataques' dos corruptos poderão custar milhares (ou milhões)... todavia, o cidadão poderá fazer alguma coisa...
versus
2- Os 'ataques' dos especuladores custam milhares de milhões... e... o cidadão está de mãos atadas - não pode fazer nada!


E também temos a Espiral Recessiva:
- o aumento de impostos para pagar a Dívida Pública... provoca uma diminuição do consumo... o que provoca um abrandamento do crescimento económico... o que, por sua vez, conduz a uma diminuição da receita fiscal!


Resumindo e concluindo:
- Pedir dinheiro emprestado é um assunto demasiado sério para ser deixado aos políticos;
- É necessário o senso comum de quem paga (vulgo contribuinte);
- É urgente uma nova alínea na Constituição: o Estado só poderá pedir dinheiro emprestado nos mercados... mediante uma autorização expressa do contribuinte - obtida através da realização de um REFERENDO.




P.S.
Pois é, pois é... há que pensar muito muito... antes de... pedir dinheiro emprestado a agiotas!
Explicando de uma outra maneira:  PRECISA-SE de governantes que possuam a capacidade para governar... sem... saquear os contribuintes! -> eles devem assumir este compromisso... assim sendo: emissão de dívida pública... só mediante... uma autorização obtida por meio de um REFERENDO!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:59

... o cidadão infantil colocou-se a jeito - colocou-se à mercê da mafiosice partidária:
- desde socialistas que escodem dívidas ‘debaixo do tapete’ (vide PS), passando por sociais democratas que privatizam empresas estratégicas (ficando os cidadãos à mercê da roubalheira da cartelização; – vide PSD), passando por comunistas que levam Estados à falência (e depois tudo é vendido ao desbarato; – vide ex-URSS), etc...
Mais, o cidadão infantil devia estar atento:
- aos mafiosos que pedem aos seus 'contactos' nos governos... para que estes nacionalizem dívidas (ex: o BPN);
- distribuição de activos do Estado por amigos;
- etc, etc...

Um álibi/truque: a limitação do número de mandatos dos políticos é um álibi/truque para reivindicar reformas antecipadas... e... para dar uma ilusão de controlo!...
Ora, os políticos não deverão ter o número de mandatos limitado... mas em contrapartida, esses mandatos deverão estar sujeitos a uma muito maior vigilância/controlo por parte dos cidadãos (ex: o Direito ao Veto do Contribuinte...... nota: a nacionalização do negócio 'madoffiano' BPN nunca se realizaria: seria vetada pelo contribuinte!); e os políticos deverão ter uma idade de reforma igual à do regime geral!

OBS.1:
O Presidente da República pode vetar uma lei... sem querer derrubar o governo!!!
Os contribuintes devem poder vetar uma despesa com a qual não concordam... sem querer derrubar o governo!!!

OBS.2:
A não apresentação de contas de forma transparente (para serem sugeitas ao VETO pelo contribuinte), deveria implicar – constitucionalmente – a demissão imediata do governo (ou câmara municipal), e a proibição, do partido em causa, em concorrer às próximas eleições.



ANEXO 1:
A superclasse (alta finança - capital global; nota: ambicionam um Neofeudalismo - uma Nova Ordem a seguir ao caos...), como seria de esperar, protege o pessoal gerador de caos... (só não vê quem não quer, paciẽncia).
Os praticantes do Terrorismo_CGTP são uns IDIOTAS ÚTEIS ao serviço da superclasse!...
Os praticantes do Terrorismo_CGTP, não só pressionam/empurram os governos a endividarem-se (leia-se: a venderem activos do Estado)..., como também: 'martelam' ao máximo os cidadãos indefesos... até estes suspirarem por se verem livres da 'coisa' pública...... Depois de empresas estratégicas estarem na mão da alta finança (capital global), a cartelização de preços vai permitir 'assaltar' o cidadão a torto e a direito - veja-se, por exemplo, o preço da gasolina.


ANEXO 2:
Cúmplices dos 'Bilderbergos', os praticantes do Terrorismo_CGTP, andam agora por aí a chorar lágrimas de crocodilo: «alerta para "perda de soberania" do País».
De facto: face a uma entidade pagadora em deficit (leia-se Estado), apresentavam propostas de aumentos - e não - propostas de orçamentos... leia-se, queriam mais dinheiro não importa vindo de onde... leia-se, jubilavam quando os aumentos vinham (...e...) varriam para debaixo do tapete o facto da entidade pagadora ter necessidade de pedir dinheiro emprestado a especuladores, e necessidade de vender activos...



Uma curiosidade: depois da bandalhoquice (não se quis dar ao trabalho de estar atento à evolução da situação do país)... frequentemente... o cidadão infantil fica com vontade de andar por aí a quebrar tudo e mais alguma coisa...
{começa por falar mal da sua rua, depois do seu bairro, depois da sua cidade, depois do seu país, depois do seu continente, depois do seu planeta... e chega até ao ponto de rogar pragas ao universo!}

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:57

.
blog 'O Carvalhadas', domingo, Março 27, 2011:


Porque Portugal não é uma democracia, vejam o excelente artigo abaixo

Crise financeira mundial Islândia.
O povo é quem mais ordena. E já tirou o país da recessão por Joana Azevedo Viana, Publicado em 26 de Março de 2011 . A crise levou os islandeses a mudar de governo e a chumbar o resgate dos bancos. Mas o exemplo de democracia não tem tido cobertura Os protestos populares, quando surgem, são para ser levados até ao fim. Quem o mostra são os islandeses, cuja acção popular sem precedentes levou à queda do governo conservador, à pressão por alterações à Constituição (já encaminhadas) e à ida às urnas em massa para chumbar o resgate dos bancos. Desde a eclosão da crise, em 2008, os países europeus tentam desesperadamente encontrar soluções económicas para sair da recessão. A nacionalização de bancos privados que abriram bancarrota assim que os grandes bancos privados de investimento nos EUA (como o Lehman Brothers) entraram em colapso é um sonho que muitos europeus não se atrevem a ter. A Islândia não só o teve como o levou mais longe. Assim que a banca entrou em incumprimento, o governo islandês decidiu nacionalizar os seus três bancos privados - Kaupthing, Landsbanki e Glitnir. Mas nem isto impediu que o país caísse na recessão. A Islândia foi à falência e o Fundo Monetário Internacional (FMI) entrou em acção, injectando 2,1 mil milhões de dólares no país, com um acrescento de 2,5 mil milhões de dólares pelos países nórdicos. O povo revoltou-se e saiu à rua. Lição democrática n.º 1: Pacificamente, os islandeses começaram a concentrar-se, todos os dias, em frente ao Althingi [Parlamento] exigindo a renúncia do governo conservador de Geir H. Haarde em bloco. E conseguiram. Foram convocadas eleições antecipadas e, em Abril de 2009, foi eleita uma coligação formada pela Aliança Social-Democrata e o Movimento Esquerda Verde - chefiada por Johanna Sigurdardottir, actual primeira-ministra. Durante esse ano, a economia manteve-se em situação precária, fechando o ano com uma queda de 7%. Porém, no terceiro trimestre de 2010 o país saiu da recessão - com o PIB real a registar, entre Julho e Setembro, um crescimento de 1,2%, comparado com o trimestre anterior. Mas os problemas continuaram. Lição democrática n.º 2: Os clientes dos bancos privados islandeses eram sobretudo estrangeiros - na sua maioria dos EUA e do Reino Unido - e o Landsbanki o que acumulava a maior dívida dos três. Com o colapso do Landsbanki, os governos britânico e holandês entraram em acção, indemnizando os seus cidadãos com 5 mil milhões de dólares [cerca de 3,5 mil milhões de euros] e planeando a cobrança desses valores à Islândia. Algum do dinheiro para pagar essa dívida virá directamente do Landsbanki, que está neste momento a vender os seus bens. Porém, o relatório de uma empresa de consultoria privada mostra que isso apenas cobrirá entre 200 mil e 2 mil milhões de dólares. O resto teria de ser pago pela Islândia, agora detentora do banco. Só que, mais uma vez, o povo saiu à rua. Os governos da Islândia, da Holanda e do Reino Unido tinham acordado que seria o governo a desembolsar o valor total das indemnizações - que corresponde a 6 mil dólares por cada um dos 320 mil habitantes do país, a ser pago mensalmente por cada família a 15 anos, com juros de 5,5%. A 16 de Fevereiro, o Parlamento aprovou a lei e fez renascer a revolta popular. Depois de vários dias em protesto na capital, Reiquiavique, o presidente islandês, Ólafur Ragnar Grímsson, recusou aprovar a lei e marcou novo referendo para 9 de Abril. Lição democrática n.º 3: As últimas sondagens mostram que as intenções de votar contra a lei aumentam de dia para dia, com entre 52% e 63% da população a declarar que vai rejeitar a lei n.o 13/2011. Enquanto o país se prepara para mais um exercício de verdadeira democracia, os responsáveis pelas dívidas que entalaram a Islândia começam a ser responsabilizados - muito à conta da pressão popular sobre o novo governo de coligação, que parece o único do mundo disposto a investigar estes crimes sem rosto (até agora). Na semana passada, a Interpol abriu uma caça a Sigurdur Einarsson, ex-presidente-executivo do Kaupthing. Einarsson é suspeito de fraude e de falsificação de documentos e, segundo a imprensa islandesa, terá dito ao procurador-geral do país que está disposto a regressar à Islândia para ajudar nas investigações se lhe for prometido que não é preso. Para as mudanças constitucionais, outra vitória popular: a coligação aceitou criar uma assembleia de 25 islandeses sem filiação partidária, eleitos entre 500 advogados, estudantes, jornalistas, agricultores, representantes sindicais, etc. A nova Constituição será inspirada na da Dinamarca e, entre outras coisas, incluirá um novo projecto de lei, o Initiative Media - que visa tornar o país porto seguro para jornalistas de investigação e de fontes e criar, entre outras coisas, provedores de internet. É a lição número 4 ao mundo, de uma lista que não parece dar tréguas: é que toda a revolução islandesa está a passar despercebida nos media internacionais.



P.S.
A superclasse (alta finança internacional - capital global) controla os media, e não só...
A superclasse ambiciona um Neofeudalismo - uma Nova Ordem a seguir ao caos...
A superclasse andou a fomentar o caos por todo o lado... e agora defende uma Nova Ordem - Joe Berardo (19/02/11): "um novo género de ditadura que todos temos de aprender".

P.S.2.
Existe algo que cada vez é mais óbvio: a voragem do capital global contra o Estado-Nação!...
Na voragem... os governos fragilizados... são depois pressionados/empurrados [de várias formas...] no sentido de vender activos dos Estados.

P.S.3.
Não deixa de ser impressionante: o Clube de Bilderberg faz dezenas de reuniões com centenas de membros... e tudo passa incólume nos Media!!!
{Um livro de Daniel Estulin, em formato digital, está aqui}

P.S.4.
O FULCRO da Revolução na Islândia não é o discutir "pagamos" versus "não pagamos"... mas sim, o 'corte' com as regras da superclasse (alta finança - capital global):
- a superclasse (nota: controlam os media) quer Democracias-Fantoche... leia-se: Democracias facilmente manobráveis por lobbys...
- a superclasse não está interessada em Democracias aonde os cidadãos exijam, não só maior transparência aos governos, como também o Direito de VETAR as 'manobras' com as quais não concordam!

P.S.5.
No seguimento do texto que encontrei no blog 'O Carvalhadas', encontrei um outro texto a circular na internet que pode ser visto, AQUI.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:56

Na minha opinião deve haver um IRS progressivo... TODAVIA, NO ENTANTO... sem exageros!...  Leia-se: os mais dotados - e os que se esforçam mais - têem de ser recompensados por isso (na minha opinião, tal facto deve estar fora de questão)!
.
Agora, (todavia, no entanto) os mais dotados - e os que se esforçam mais - dever ser PROIBIDOS de usar os mais fracos como reféns das suas pretensões!... [leia-se: não podemos pactuar com o Terrorismo_CGTP] .
Mais, sempre que uma proposta sua mexa com o orçamento de Estado (aumento da despesa)  eles terão que avaliar os custos da mesma... e terão de dizer quem é que a irá pagar: aumento do deficit... ou cortes em determinadas áreas (nota: terão que dizer quais!)... ou mais impostos.
[Resumindo: conversa de «quem vier a seguir que feche a porta»... não obrigado!... leia-se: em vez de propostas de aumentos... propostas de orçamentos!!! - «regra da conformidade»]
.
De facto:
- Para o Terrorismo_CGTP o contribuinte é um saco de pancada!
- A filosofia do Terrorismo_CGTP é a seguinte: quem possui REGALIAS ACIMA DA MÉDIA... deve 'martelar' os cidadãos mais fracos (um ex: aqueles que, como eu, estão dependentes dos transportes públicos para ir trabalhar)... para que depois os mais fracos façam pressão sobre o governo... no sentido de que este satisfaça as pretensões dos grevistas: e o contribuinte que pague! [ou então... que sejam vendidos activos do Estado(!)...ou... mais endividamento].
.
O contribuinte não é um 'saco de pancada'!
O Terrorismo_CGTP limita-se a fazer reivindicações... e o contribuinte que pague!




P.S.
Os praticantes do Terrorismo_CGTP (actuando como bandalhos/marionetas dos agiotas) são muito piores que certos ditadores de má memoria...
Muitos ditadores de má memória sabiam que «quem exerce profissões mais exigentes... tem de se premiado...» (nota: isto está fora de discussão!)... TODAVIA: eles imponham limites!...
PELO CONTRÁRIO, 'martelando' os cidadãos mais fracos... os praticantes do do Terrorismo_CGTP querem mais e mais (consideram-se 'entes absolutos')... quase sem limites à vista...
[Obs: a CGTP ao serviço do grande capital ->  face a uma entidade pagadora em deficit (leia-se Estado)... eles queriam mais dinheiro não importa vindo de onde... leia-se, jubilavam quando os aumentos vinham... e... varriam para debaixo do tapete o facto da entidade pagadora ter necessidade de pedir dinheiro emprestado a (perigosos) especuladores, e necessidade de vender activos...}

P.S.2.
Os Terroristas_CGTP's estão em guerra com a sociedade: dotados de regalias acima da média... eles, 'martelando' os mais fracos (um ex: aqueles que estão dependentes dos transportes públicos para ir trabalhar), visam alcançar benefícios... que, em última análise, terão de ser os contribuintes a pagar...
A sociedade tem de ser firme: não pode ceder aos Terroristas_CGTP's!
Uma curiosidade: para não pactuar com Terroristas_CGTP's... Ronald Reagan despediu cerca de 15 mil controladores aéreos.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55


Aeroporto de Lisboa

por F. Rui, em 21.02.15

Uma notícia do dia: Aviação: Europa perde 46 milhões de passageiros num ano

Nem novo aeroporto... nem alargamento... o que vai ser preciso é um «««encolhimento»»»!
Sob a ameaça da bancarrota... o Estado não pode dar-se ao luxo de estar a pagar juros altíssimos por investimentos que não vai conseguir rentabilizar.



P.S.
Pessoal - que iria receber uma comissãozeca na negociata para amigos... - 'garantia' que «a capacidade do aeroporto da Portela vai esgotar-se até 2011».

P.S.2.
Existindo várias empresas de transportes por rentabilizar (leia-se, com grandes prejuízos) como, por exemplo, a CP, a Transtejo, o Metro do Porto, etc; e estando o país sob a ameaça da bancarrota...vai-se construir mais uma empresa deficitária: o TGV?!?!?!

P.S.3.
O dinheiro keynesiano mal gasto (um ex: auto-estradas «olha lá vem um» - sem rentabilidade possível)... torna-se num travão incontornável da economia... quando chega a altura de começar a pagar a factura!...

P.S.4.
As PPP's (um ex: auto-estradas «olha lá vem um») criaram alguns postos de trabalho... todavia, no entanto... o aumento de impostos (um ex: o aumento do IVA na restauração, etc) necessário  para pagar as PPP's... destruiu muito mais postos de trabalho do que aqueles que foram criados pelas PPP's!!!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:54


Fim da Cidadania Infantil!!!

por F. Rui, em 19.02.15

Fim da Cidadania Infantil!!!

.

.

Vá lá vai... QUANDO É QUE RESOLVEM ABIR OS OLHOS???!!!
O cidadão não pode ficar à espera que os políticos sejam uns paizinhos!!!
O cidadão tem de abrir a pestana! Isto é: NÃO SE PODE POR A JEITO!
De facto, os cidadãos não podem ver os políticos como um 'paizinho'... devem, isso sim, é exigir uma maior fiscalização e controlo sobre a actividade política!
De facto, quem paga - leia-se, contribuinte - tem de ter um maior controlo sobre a forma como é gasto o seu dinheiro!
EXPLICANDO MELHOR: todos os gastos do Estado que não sejam considerados de «Prioridade Absoluta» [nota: a definir...] devem estar disponíveis para ser vetados durante 72 horas pelos contribuintes [nota: através da internet].
Para vetar [ou reactivar] um gasto do Estado deverão ser necessários 100 mil votos [ou múltiplos: 200 mil, 300 mil, etc] de contribuintes.

Resumindo e concluindo: não se queixem do facto de estar a ser mal gasto dinheiro do Estado: abram os olhos... e vetem!


*

P.S.
Dito de outra maneira:
- Nacionalização de negócios "madoffianos", PPP's, etc... existe por aí muito pessoal a querer mandar naquilo que não é seu: o dinheiro dos contribuintes!... Consequentemente, como é óbvio: O CONTRIBUINTE TEM DE DEFENDER-SE!!!!!!
{Uma nota: veja-se o 'trabalhinho' do lobby dos banqueiros - com políticos dotados de 'carta branca' (leia-se, cidadãos de mãos atadas) o contribuinte foi transformado no 'depósito do lixo' dos banqueiros:
- nacionalização do negócio madoffiano BPN;
- nacionalização de fundos de pensões em pré-falência;
- entrada do Estado em bancos à beira da falência.}


P.S.2.
PRECISAMOS DE TODOS
-> Não precisamos de lamentações sistemáticas... precisamos é de bons mecanismos de controlo... e precisamos que todos os contribuintes estejam atentos.
.
Explicando melhor:
- anda por aí muita  CONVERSA DE CONTRIBUINTE PAROLO que ainda não aprendeu com séculos e séculos de história: o conceito de «político governante» pressupõe um sistema muito permeável a lobbys... e aquilo que importa mesmo... é um sistema menos permeável a lobbys...
.
-> Por um sistema menos permeável a lobbys... temos de pensar, não em «políticos governantes»... mas sim... em «políticos gestores-públicos» que fazem uma gestão transparente para/perante cidadãos atentos... leia-se, temos de pensar em bons mecanismos de controlo... um exemplo: blog "fim-da-cidadania-infantil".
.
Uma Obs:
-> Montes e montes de estudos sobre as 'maravilhosas' privatizações de empresas estratégicas (ex: GALP... resultado: consumidor a ser roubado a torto e a direito)...  montes de estudos sobre o BPN, SCUTs, OTAs, TGVs e afins... tudo com o mesmo objectivo: SACAR DINHEIRO AO CONTRIBUINTE!
MEGA-BURLÕES:
- mega-burlões que controlam a comunicação social... procuram 'mil' vozes... com o objectivo de repetir mil vezes uma mentira... até ela se tornar uma 'verdade'.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:55

Produção industrial... e segurança social...

.

.

Perceber de produção industrial... não significa perceber de segurança social!!!

CIP quer reforma aos 60 anos sem penalizações!!!

Quando se fala que a segurança social está à beira da ruptura... quando na Alemanha até já se subiu a idade da reforma para os 67 anos... a Confederação da Indústria Portuguesa (CIP) apresentou um conjunto de medidas... entre as quais está a possibilidade dos trabalhadores com 60 anos de idade poderem reformar-se sem penalização!!!...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:54

A regra dos «3 ordenados mínimos» [para uma melhor rentabilização dos recursos humanos e financeiros da sociedade]

.

.

Uma situação aonde o Tribunal Constitucional, se calhar, também se deveria pronunciar:
- o desvio de recursos dos contribuintes... para... aonde não fazem falta!!!
[um exemplo: o contribuinte despende milhões e milhões em 'Cursos de Formação de Desempregados'... e depois... o contribuinte não tem acesso a determinados serviços... por... falta de profissionais!!!!!]
Ora, por exemplo, os gajos de Cuba podem ter montes de defeitos... no entanto, possuem o know-how necessário para formar a quantidade de profissionais de saúde necessária às populações!
Tal como dizem os chineses - «não dês um peixe, ensina a pescar» - ou seja: a solução não é importar médicos cubanos, mas sim, pedir ajuda ao governo cubano... para que se consiga formar a quantidade de profissionais de saúde necessária!


NOTAS:
1- Por exemplo, é escandaloso existir falta de médicos em 'n' serviços públicos de saúde!... De facto, oferecendo um salário de TRÊS ordenados mínimos... um serviço de saúde público não deveria ter problemas em contratar um médico.
{Uma nota: Deveria-se recorrer ao know-how cubano... para avaliar qual o número de profissionais de saúde que será necessário formar para cumprir esta «regra dos três dos ordenados mínimos»... leia-se: AVALIAR O NECESSÁRIO AUMENTO DA OFERTA... para a procura existente... }.
{Mais uma nota: não se pode ceder a determinados corporativismos... se os corporativistas se recusarem a formar pessoas... então, há que recorrer a formadores aonde eles existam: no (ou vindos do) estrangeiro (Cuba, República Checa, Republica Dominicana, etc)... leia-se: aonde existam formadores disponíveis para dar formação a estudantes: «não dês um peixe, ensina a pescar»}.
2- A Ordem dos Médicos possui muita competência cientifica... mas tem de ficar de fora na avaliação do número de profissionais necessários: De facto, neste capítulo (a avaliação do número necessário), a incompetência da Ordem dos Médicos provocou milhares e milhares de mortes por falta de assistência médica atempada.
3- O investimento na construção de um aeroporto fora de Lisboa poderá evitar centenas de mortes num acidente de aviação... no entanto, o investimento na formação de profissionais de saúde irá evitar milhares e milhares de mortes.


P.S.
Como é óbvio, a regra dos «3 ordenados mínimos» deve ser aplicada a outras profissões aonde existe oferta de serviço público.
Mais: a regra dos «3 ordenados mínimos» não é um tecto salarial (NOTA IMPORTANTE: os melhores poderão ganhar muito mais que isso)... mas sim... um indicador de que é necessário intensificar-se a formação profissional em determinadas áreas!

P.S.2.
É um escandaloso desbaratar de recursos humanos (e de dinheiro dos contribuintes): falta de profissionais em determinadas áreas (exemplo: médicos de família)... e por outro lado...  «Há 64 mil licenciados no desemprego em Portugal».
Dito de outra maneira: a profissão de médico é, claramente, um sector aonde é possível gerar emprego.

P.S.3.
Explicando mais uma vez, a «Regra dos 3 ordenados mínimos» não será um tecto salarial... mas sim, um indicador objectivo: se existe procura de profissionais (propondo um salário de 3 ordenados mínimos) numa determinada área... e não existe oferta de profissionais interessados nesses postos de trabalho... ENTÃO: há que aumentar a oferta de profissionais nessa actividade profissional - leia-se, aumentar o número de pessoas com a formação necessária para desempenhar esses trabalhos [escusado será dizer que é um escândalo estar a desviar recursos dos contribuintes para aonde não fazem falta - leia-se, para 'Cursos de Formação de Desempregados'].

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:51


Lágrimas de crocodilo

por F. Rui, em 19.02.15

Lágrimas de crocodilo

.

.

Notícia: Ministro da Economia não compreende elevado preço dos combustíveis

Pessoal que permitiu [ex: pessoal do PS, etc] que bens de primeira necessidade [ex: gasolina, electricidade, etc] ficassem completamente à mercê da cartelização [leia-se roubalheira] privada... anda agora por aí a chorar lágrimas de crocodilo!...


NOTA 1:
Não há necessidade do Estado possuir negócios do tipo cafés (etc), porque é fácil a um privado quebrar uma cartelização.
Agora, em produtos de primeira necessidade - que implicam um investimento inicial de muitos milhões - só a CONCORRÊNCIA de empresas públicas é que permitirá combater eficazmente a cartelização [leia-se roubalheira] privada.
{um exemplo: veja-se a roubalheira no preço da gasolina; uma nota: o blog «http://gamanco.blogspot.com/» fala deste assunto}

NOTA 2:
Portugueses à mercê de quem muito bem calhar: com a entrega/venda de produtos de primeira de necessidade [ex: energia, água, etc] a privados... estes venderão a quem muito bem calhar... leia-se: os portugueses ficarão à mercê de quem muito bem calhar...

NOTA 3:
Não podemos continuar a pactuar com a receita do costume - privatização dos lucros... e nacionalização dos prejuízos... vulgo: os maiores activos do Estado (leia-se, empresas públicas que entregam milhões em dividendos ao Estado) devem ser conduzidos para os mega-capitalistas mundiais... e o Estado deve ficar com elefantes brancos, não rentáveis, nas suas mãos.


P.S.
Na minha opinião é óbvio: nas actividades mais estratégicas... é preferível o combate à corrupção (combate esse, que poderá vir a ser muito mais eficaz com o «fim-da-cidadania-infantil»)... do que... ficar à mercê de quem muito bem calhar.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:50

O terrorismo corporativo quer valores absolutos...

.

.

Quem exerce profissões mais exigentes... tem de se premiado! Isto está fora de discussão!
O problema é que, frequentemente, os corporativistas vivem alienados da realidade social dos seus concidadãos... e apresentam os seus 'valores absolutos': «queremos 'isto'!»


A sociedade não pode ceder à chantagem do terrorismo corporativo... Isto é, a sociedade não pode ceder àqueles que se limitam a apresentar 'valores absolutos!...
Dito de outra meneira: devem OBRIGATORIAMENTE relacionar-se com as pessoas que ganham o ordenado mínimo!
Explicando melhor:
- os sindicados devem ser obrigados a dizer quantos (n) salários mínimos é que querem ganhar...
- devem ser obrigados a fazer analogias com outros países...
- devem ser obrigados a dizer porque é que acham que o valor de 'n' salários mínimos, que reivindicam, deve ser maior do que em determinados países...


Resumindo:
- o terrorismo corporativo (Terrorismo__CGTP) considera-se um 'ente absoluto': quer mais e mais... e não se quer relacionar com os outros elementos da sociedade... nomeadamente, aqueles que ganham o salário mínimo [ex: ganham 'n' salários mínimos, e querem passar a ganhar (n+x) salários mínimos sem justificar o porquê disso];
- mais, a conversa à CGTP... é a conversa de «quem vier a seguir que feche a porta»!...

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:49


Os verdadeiros campeões do stress

por F. Rui, em 19.02.15

Os verdadeiros campeões do stress

.

.

Constituindo 12% da população dos EUA, os afro-americanos constituem 40% da população prisional.

Muita gente argumenta o seguinte: «Como se explicam estas estatísticas??? Resposta: Porque o desemprego tem vindo a aumentar nestes últimos anos e tem atingido fortemente a comunidade afro-americana, preterida pelos patrões a favor de outras comunidades de imigrantes, que, por encontrarem-se em situação ainda mais desesperada e precária, mais facilmente aceitam salários e condições de trabalho absolutamente desumanas.»


De facto, os verdadeiros campeões do stress são os cidadãos que sofrem a concorrência de imigrantes, que, por encontrarem-se em situação ainda mais desesperada e precária, mais facilmente aceitam salários e condições de trabalho absolutamente desumanas...


Ora, se, a bem da não falência do sistema, os verdadeiros campeões do stress só atingem a idade da reforma aos 65 anos, é inaceitável que andem por aí outros - que apesar de exercerem profissões respeitáveis e difíceis (um exemplo: os professores) - a autodenominarem-se 'campeões do stress', e a reivindicarem um estatuto especial na sociedade: uma idade de reforma inferior à dos outros trabalhadores.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:48


Concorrência a Sério

por F. Rui, em 19.02.15

Concorrência a Sério

.

.

Os especuladores 'brincam com isto':
Um exemplo:
- Quando o preço do petróleo sobe - mas o Dólar desceu em relação ao Euro - eles não falam na variação cambial... e sobem o preço da gasolina;
- No entanto, quando o preço do petróleo desce - mas o Dólar subiu em relação ao Euro - aí eles JÁ FALAM na variação cambial... e não descem o preço da gasolina.
---> Resumindo: o consumidor é roubado a 'torto e a direito'!

Na realidade, o mercado nem sempre é optimizador. O negócio da gasolina é uma dessas situações (oligopólio cartelizado).
Solução: Preços administrativos?!?
!!!!!! NÃO !!!!!!

CONCORRÊNCIA A SÉRIO:
É preciso combater os governantes sabotadores do Estado (Pinas's Moura's e afins): eles estão no governo... para realizar negociatas para amigos...
Os governos devem ser obrigados a trabalhar!... ou seja: é urgente que exista uma Manifestação Popular para exigir que, CONSTITUCIONALMENTE, os governos sejam obrigados a ter em funcionamento empresas 100% públicas (nos sectores considerados vitais/estratégicos para a economia) a fazer concorrência às empresas privadas.
Mais, caso um governo não seja capaz de ter essas empresas públicas (a fazer concorrência às privadas - nos sectores considerados vitais) a dar lucro, então o governo em causa deve ser, constitucionalmente, imediatamente demitido pelo Presidente da República.
Resumindo: os especuladores privados estão a precisar de concorrência pública a sério!!!


Nota 1: O objectivo das Empresas Públicas deve ser a obtenção de LUCRO com uma MINIMIZAÇÃO de preços ,e não, a maximização do Lucro! Tal será um estímulo para que as empresas privadas procurem mais lucro... sem ser à custa duma subida cartelizada de preços!

Nota 2: Uma 'NeoGalp' , mesmo praticando preços mais baixos, pode , e deve, dar LUCRO!...
Nota 3: As Empresas Públicas irão dar um 'safanão' aos cartéis que produzem mega-fortunas (como a do senhor Amorim).
Nota 4:
Os xicos-espertos 'preocupam-se' com a CGD, a PT… isto é… concorrência pública que 'furam as contas' da cartelização privada... não se 'preocupam' com a privatização da CP, da REFER, etc...


Note-se bem: Não está em causa o Direito à iniciativa privada... o problema que está em causa é o seguinte: existe pessoal a querer-se ver livre da concorrência pública... para depois manobrar uma cartelização (leia-se roubalheira) a seu belo prazer (veja-se o que aconteceu com o preço da gasolina: o consumidor passou  a ser roubado a 'torto e a direito'!).





P.S.
Quem gosta de ser ROUBADO pelos bancos (quiseram introduzir taxas em cada levantamento multibanco... todavia, no entanto, o banco público C.G.D. apresentava lucros sem ser necessário mais uma taxa...
o pessoal que queria introduzir mais uma taxa teve de amochar!)... quem gosta de ser ROUBADO pelas petrolíferas (com o fim da pública GALP é o que se vê!)... etc: tchau - que faça boa viagem!...


P.S.2.
O cidadão têm que estar atento... pois, os políticos estão sempre à espreita de criar O.N.R. (oportunidades de negócio de roubalheira) para amigos.
Ex: a privatização de GALP (leia-se, eliminação da concorrência pública) foi uma O.N.R. para amigos.


P.S.3.
A participação do Banco Público, CGD, nas negociações de Cartelização da Banca.... vem reforçar aquilo que já se sabia: existe por aí muito político cujo 'trabalhinho' é abrir oportunidades para a superclasse (alta finança - capital global):
- caos nas finanças públicas;
- privatização de bens estratégicos: combustíveis... electricidade... água...
Resumindo: os políticos não podem continuar a ter o poder de nomear directamente os gestores das empresas estratégicas (ex: água, e outras a definir)... leia-se, deve existir um CONCURSO PÚBLICO de gestores... e... embora seja o governo a escolher a equipa gestora vencedora do concurso público... todavia, deve existir a obrigatoriedade de partilhar informação... no sentido de que o contribuinte possa acompanhar o andamento do concurso público.
-> NOTA: Se não existisse um banco público... a 'coisa' seria muito pior!... De facto, a privatização da C.G.D. é uma O.N.R. (oportunidade de negócio de roubalheira).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:45

COMBATER A PRIVATIZAÇÃO DO PLANETA

.

.

--- Isto não tem nada que saber!!!

--- Os Mega-Capitalistas [Apátridas] - dotados de fortunas colossais - não estão somente interessados em 'Altos Lucros'... , eles estão também fortemente empenhados em lançar o CAOS no Planeta [1- Caos Social , 2- Caos Demográfico, 3- Caos Ambiental...; dissolver/liquidar Identidades]... para depois... ANIQUILAREM os Estados Soberanos [os Países que existem no Planeta]!...
--- De facto, enquanto o Planeta vai caminhando na direcção do CAOS... os Mega-Capitalistas ( Bieldbergs e Afins... ) vão-se posicionando... no sentido de ASSUMIREM O CONTROLO do Planeta: Com o fim do Serviço Militar Obrigatório, as Forças Armadas foram reduzidas a 'profissionais'... que irão trabalhar para quem lhes pagar mais... , e... com Mercenários (leia-se, Exércitos privados) muito bem pagos [e dotados de armas de alta tecnologia - Armas Nucleares, Armas Químicas, Armas Biológicas]... vai ser MUITO FÁCIL liquidar milhões... para que depois... os Mega-Capitalistas [Apátridas] possam - a partir do CAOS... - erguer uma NOVA CIVILIZAÇÃO no Planeta:
---> um PLANETA PRIVADO... com Senhores Donos do Mundo -> um NEO-FEUDALISMO à escala global!!!... Aonde as pessoas serão controladas como 'animais de estimação' pelos Senhores Donos do Mundo... -->> ... 'a Privatização da Vida Humana'...
[[[nota: a superclasse é anti-povos que pretendem sobreviver pacatamente no planeta... a superclasse ambiciona uma nova ordem a seguir ao caos... mais, no limite, a superclasse (alta finança internacional) ambiciona a privatização da vida: de facto, ao mesmo tempo que promove o caos... a superclasse também promove a ideia de que a humanidade não sabe tomar conta de si própria]]]


EXEMPLO 1:
---»»» No passado, a partir de uma Europa mergulhada no CAOS, os Senhores Feudais (Capitalistas Selvagens com os seus exércitos privados de mercenários) ergueram uma Nova Ordem: o Feudalismo.
---»»» No futuro, a partir de uma Europa [e do mundo...] mergulhada no CAOS, os Novos Senhores Feudais (Capitalistas Selvagens com os seus exércitos privados de mercenários) irão erguer uma Nova Ordem: um Neo-Feudalismo...

EXEMPLO 2:
-> No passado, os Capitalistas Selvagens mexeram os seus cordelinhos... para que as Empresas Públicas fossem consideradas uma coisa inviável...
---»»» O CAOS provocado por essa 'coisa inviável' - as empresas públicas - (um exemplo: na URSS)... teve como resultado final a privatização das empresas: hoje em dia, os recursos naturais da Rússia estão nas mãos de meia-dúzia de senhores...
-> Hoje em dia, os Capitalistas Selvagens andam a mexer os seus cordelinhos... para que o Mundo Público seja considerado uma coisa inviável...
---»»» O CAOS provocado por essa 'coisa inviável' - o mundo público (vulgo a humanidade) -... deverá conduzir à privatização da vida e do mundo: com os novos senhores donos do mundo (neo-feudalismo) e os seus mercenários...
{ Uma Observação: E os Sobreviventes - cansados do caos - irão APLAUDIR os Senhores Donos do Mundo!!!... Visto que... eles colocaram ORDEM numa situação de CAOS... -> quanto maior o Caos... maior irá ser a 'autoridade moral' dos Senhores da Nova Ordem no Planeta... }
{{{{{ "!!! os Privados é que vão saber tomar conta do Planeta !!!" -> é a teoria de que... faz falta o Planeta ter um ('alguns'...) 'DONO DO PLANETA'... pois... será esse 'DONO DO PLANETA' que irá zelar pela Sobrevivência da Vida no Planeta Terra... }}}}}


Resumindo: O CAOS gera oportunidades... que os Capitalistas Selvagens adoram aproveitar..., só não vê quem não quer: anda por aí pessoal a promover/induzir situações de caos... e ao mesmo tempo... propagandeando a ideia de que a humanidade é ingovernável...




ANEXO 1:

--- Só há uma forma de Combater a Privatização do Planeta [... a Privatização da Vida Humana!... ] -> É necessário combater o CAOS!... Ou seja, é preciso constituir por todo o Planeta:
-> 1- Locais de Ordem Social
-> 2- Locais de Responsabilidade Demográfica
-> 3- Locais de Responsabilidade Ambiental.
{ Um exemplo: o SEPARATISMO--50--50 }


---> NOTA 1: Não nos devemos preocupar com a existência de SEPARATISMOS!!!... Pelo contrário, para COMBATER A PRIVATIZAÇÃO DO PLANETA, devemos dar todo o apoio àqueles que estão interessados em Combater o CAOS... ou seja... estão interessados numa ORDEM: a preservação da sua Identidade num território!...

---> NOTA 2: Os Nacionalistas que apelam à Guerra Civil Étnica.., ou seja, apelam ao CAOS... não passam duns IDIOTAS ÚTEIS ao serviço dos Mega-Capitalistas!!!


P.S.1.
-> Como é óbvio, os Mega-Capitalistas [Apátridas] estão interessados em que exista, por todo o Planeta, uma proliferação de territórios de Mistura Racial desenraizada e explosiva...

P.S.2.
-> Quanto maior for a situação de CAOS em que o Planeta vier a cair... maior irá ser a 'autoridade moral' dos Mega-Capitalistas... no sentido de ser exercido um controlo sobre as pessoas ( recorrendo a novas tecnologias... ) como se elas fossem uns meros 'animais de estimação'...
--- Portanto, Lutar contra a Privatização do Planeta... é... Lutar pela LIBERDADE das pessoas!!!...
--- Como é que se Luta VERDADEIRAMENTE pela LIBERDADE???
--- Resposta: É provando que em LIBERDADE... o Ser Humano possui a capacidade de constituir territórios de Ordem Social, de Responsabilidade Demográfica, de Responsabilidade Ambiental!!!

P.S.3.
-> O 'Modelo Russo':
1) 'Governantes' ( Agentes Sabotadores do Estado... ) promovem:
-----> a) Gestão Danosa... em Termos Financeiros... dos Bens Públicos...
-----> b) Gestão Danosa... em Termos Éticos... dos Bens Públicos... [ vulgo 'Tacho' para os Amigos do Partido... ]
2) Sindicatos, infestados de idiotas úteis, dão uma ajuda: reivindicam Direitos... sem... garantirem a SUSTENTABILIDADE do Sistema...
3) Depois...... Venda dos Bens Públicos ao Desbarato ... e... existência de Capitalistas ( ... os Oligarcas Russos... ) a realizar fortunas colossais num curto espaço de tempo.
4) 'Governantes' ( Agentes Sabotadores do Estado... ) saem do Governo... para... Conselhos de Administração de Empresas... e outras benesses...
5) Para cúmulo... no fim... os IMBECIS ainda por cima 'Batem-Palmas': os Privados é que colocaram ORDEM... na situação de CAOS [ em que as Empresas se encontravam... ].

P.S.4.
--- Diagnóstico da Situação:
-> com a População Civil desarmada... e com mercenários (exércitos privados) ao seu serviço... os Capitalistas Selvagens Apátridas pretendem TOMAR DE ASSALTO o controlo 'Disto' -> um Neo-Feudalismo...
--- Portanto, abram os Olhos:
1-> os Mercenários da Forças Militares e de Segurança... não são de confiança!...
2-> para que os Países se possam defender das intenções dos Capitalistas Selvagens Apátridas... os 'Cidadãos Comuns' devem ter acesso a Armas!...
3-> portanto, é Absolutamente Necessário restabelecer o Serviço Militar Obrigatório -> tal facto vai permitir que os 'Cidadãos Comuns' tenham acesso a Armas!...

P.S.5.
--- Os Bandalhos/Idiotas-Úteis que promoveram o CAOS e a 'REBALDARIA' nas Empresas Públicas... 'apanharam com a'... PRIVATIZAÇÃO das Empresas Públicas...
--- Os Bandalhos/Idiotas-Úteis que andam a promover o CAOS e a 'REBALDARIA' no Planeta... 'irão apanhar com a'... PRIVATIZAÇÃO do Planeta (da Vida Humana...) -> um Neo-Feudalismo...
NOTA: A Esquerdalha é o IDIOTA ÚTIL DE ELITE dos Capitalistas Selvagens:
i) a Esquerdalha que promoveu o caos/rebaldaria nas empresas públicas... proporcionou... a venda das empresas públicas ao desbarato;
ii) a esquerdalha que anda a promover o caos/rebaldaria no planeta - conduzindo à dissolução das Identidades -... vai proporcionar que... os Capitalistas Selvagens venham a dominar o planeta a 'seu-belo-prazer': --> "redução da humanidade a dóceis consumidores/produtores, servis e alienados das suas raízes mais remotas".




ANEXO 2:

--- Com a sua ambição, a longo prazo, os Predadores Insaciáveis... irão conduzir o planeta para o CAOS... situação que os Capitalistas Selvagens têm todo o interesse em explorar...
Resumido: para além dos lucros de curto prazo... os Capitalistas Selvagens consideram que os Predadores Insaciáveis poderão actuar, a longo prazo, como IDIOTAS ÚTEIS... tendo em vista a constituição de uma NOVA ORDEM MUNDIAL.




ANEXO 3:

--- Não deixa de ser impressionante, há DÉCADAS que as reuniões do Clube Bilderberg passam incólumes na Comunicação Social.
[nota 1: são imensos os políticos que passam por lá… para receberem ordens dos seus senhores…]
[nota 2: veja-se este organograma: Estrategias Planetarias ]




ANEXO 4: Referência ao mesmo… por outras palavras:

-1- «A dialéctica hegeliana, é a velha regra dos três; problema, reacção e solução, de muito agrado da ditadura auto-implosiva. Cria-se um cenário de crise propositado, espera-se pela reacção da população que começa a exigir uma solução, e finalmente, lá vem a solução, em bandeja geralmente, e essa solução em condições normais nunca poderia ser aceite, mas em condições anormais como as actuais elas serão aceites.»
-2- «É essa a “liberdade” que nos espera… Um contexto de desemprego e crise permanentes acompanhados de cartelização das empresas/corporações prestadoras de cuidados de saúde e subsequente aumento de preços. Assim a populaça vai ser dominada.
Até que um dia dar-se-á um banho de sangue em algum lado e virá um “new deal” outra vez…
Liberais e comunistas têm de facto muito em comum: ou são tolos ou são perversos…»

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:43

Divisão-50-50

.

.

Introdução:

TODOS DIFERENTES!!! TODOS IGUAIS!!!
--- Isto é, TODOS os Povos Nativos do Planeta Terra:
-> INCLUSIVE os de 'baixo rendimento demográfico' (reprodutivo) !!!
-> INCLUSIVE os economicamente pouco rentáveis !!!
devem possuir o Direito de ter o SEU espaço no Planeta!!!
{nota: os povos nativos de Boa Vontade (apenas reclamam o Direito de terem o SEU espaço no Planeta) devem possuir o legitimo Direito de se defenderem de Predadores Insaciáveis(...) que estão numa corrida demográfica pelo controlo de novos territórios}










Capítulo zero:

Abram os olhos... e DEPRESSA!!!

---> A (mafiosa) INQUISIÇÃO MESTIÇA , como toda a gente por aí pode ver, ganha mais força repressiva a cada dia que passa...


---> A INQUISIÇÃO MESTIÇA é constituída/suportada por:

-> Mafiosos 1: Os 'Dignos Herdeiros' [Badalhocos Demográficos (vulgo Bandalhos Brancos): a MAIORIA dos europeus -> eles adoram realizar negociatas de lucro fácil à custa de alienígenas (leia-se, não-nativos)] --» para eles, a Substituição Populacional (que tem estado a acontecer na Europa) deve ser considerada um «processo absolutamente natural», e não, considerada um processo resultante da acção de um Bando de Parasitas no Planeta... consequentemente... eles são INTOLERANTES para com a existência de Reservas Naturais de Povos Nativos [Estados Étnicos] - para a preservação das Identidade Étnicas Autóctones.

-> Mafiosos 2: Os Predadores Insaciáveis Anti-Diversidade [não-nativos que pretendem ocupar e dominar novos territórios] --» eles pretendem ocupar e dominar mais e mais novos territórios... consequentemente... eles são INTOLERANTES para com a existência de Reservas Naturais de Povos Nativos [Estados Étnicos] - para a preservação das Identidades Étnicas Autóctones.

-> Mafiosos 3: Os Capitalistas Selvagens --» para eles vale tudo em nome do Lucro; assim sendo (para eles) quando um Povo Autóctone é economicamente pouco rentável, deve proceder-se a uma Substituição Populacional por povos economicamente mais rentáveis... consequentemente... eles são INTOLERANTES para com a existência de Reservas Naturais de Povos Nativos [Estados Étnicos] - para a preservação das Identidades Étnicas Autóctones.


--»» Os Mafiosos 1, 2 e 3 têm um discurso típico NAZI: adoram evocar/inventar argumentos com o objectivo de negar o Direito à existência de outros...





.....................................................................................



# 1. O Diagnóstico da Situação é Óbvio
# 2. Os OTÁRIOS que abram os olhos
# 3. O LEGÍTIMO Direito ao Separatismo
# 4. Movimento "Planeta Terra SIM! Exploração Agro-Pecuária NÃO!"

##### Anexo: Uma ARTIMANHA Branqueadora





1. O Diagnóstico da Situação é Óbvio

»»»»»»»»»»»»» PONTO Nº1:

INTRODUÇÃO: A luta pela sobrevivência é uma coisa difícil e complicada, consequentemente, a bandalheira é uma coisa, de certa forma, aceitável... todavia, uma DITADURA DE BANDALHOS é inaceitável.
--- A realidade 'nua e crua' é óbvia: Os Bandalhocos Demográficos [vulgo Bandalhos Brancos: não se querem dar ao trabalho de procurar CONDIÇÕES DE SUSTENTABILIDADE (ex: para ser demograficamente sustentável, uma sociedade deve alcançar a média de 2.1 filhos por mulher)... todavia, no entanto... querem andar por aí a proibir 'este e aquele' Direito às pessoas (ex: querem proibir o DIREITO À SOBREVIVÊNCIA das Identidades Autóctones)]  falam, falam, falam... mas não falam em pagar [sim pagar!... aquilo que vier a ser necessário!... até se conseguir alcançar a média de 2.1 filhos por mulher] os custos envolvidos na construção de uma SOCIEDADE SUSTENTÁVEL: uma sociedade dotada da capacidade de renovação demográfica.
--- De facto, a maioria dos europeus são uns 'dignos' herdeiros das sociedades europeias do passado (sociedades de exploradores de escravos): eles adoram realizar negociatas de lucro fácil... à custa de alienígenas (leia-se, não-nativos); um exemplo (de como curtir sem pagar): os Bandalhos Éticos (vulgo Bandalhos Brancos) criticam a Repressão dos Direitos das Mulheres... mas depois (como quem não quer a 'coisa')... procuram aproveitar a boa 'produção demográfica' que é proveniente de povos aonde existe uma grande Repressão dos Direitos das Mulheres ---> querem andar a curtir abundância de mão-de-obra servil imigrante, e querem andar a curtir a existência de alguém que pague as pensões de reforma... apesar de... nem sequer constituírem uma sociedade aonde se procede à renovação demográfica!!!
{Obs: Fica caríssimo pagar os custos de renovação demográfica: incentivos monetários à natalidade, despesas com a fertilidade dos casais, despesas com a gravidez das mulheres, despesas em Saúde e Educação até à idade adulta, etc... bom, quem quiser ganhar com o negócio da nacionalização de imigrantes... que faça bom proveito, tchau... todavia, no entanto, existe o DIREITO À SOBREVIVÊNCIA!!!}


NOTA 1: Como seria 'imoral' serem estrangeiros a pagar as pensões de reforma ao pessoal... os Bandalhos Éticos adoptaram um TRUQUE ENGENHOSO: eles alteraram a Lei da Nacionalidade... e vão gerindo a atribuição da Nacionalidade aos imigrantes (e filhos de imigrantes)...
{nota: assim sendo, já ninguém pode andar por aí a acusar... que... as pensões de reforma do pessoal... estão a ser pagas por estrangeiros...}

NOTA 2: Não existem Holocaustos de 'primeira' e Holocaustos de 'segunda'!!! Todavia, os Bandalhos Éticos fazem mil-e-uma manifestações de repúdio contra determinados Holocaustos... e ao memo tempo... dão mil-e-uma 'cambalhotas' com o objectivo de branquear os Holocaustos cometidos para benefício do desenvolvimento económico; um exemplo: muitas Tribos Nativas Americanas eram economicamente pouco rentáveis [eram nómadas que acompanhavam as migrações dos bisontes]... consequentemente... o EXTERMÍNIO TOTAL (Holocaustos Massivos) dessas Tribos [e consequente ocupação desses territórios por Povos (Raças) economicamente mais rentáveis] foi 'BOM' para a economia...
{mais uma obs: a exploração de escravos também já foi considerado uma coisa boa para a economia...}

NOTA 3: A MAIORIA dos europeus - vulgo, Negociatas-Fáceis [nota: são os 'dignos' herdeiros das sociedades europeias (do passado) exploradoras de escravos] -, estão realmente preocupados é em curtir... nomeadamente curtir negociatas de lucro fácil:
-> não pagar os - necessários e caríssimos - custos de renovação demográfica...
-> vender o património público que herdaram...
-> deixar dívidas para quem vier a seguir que pague...
MAIS:
-> são advogados a cobrar mais de mil euros por processo de legalização...
-> é o pessoal do SEF (e afins, por essa Europa fora) a obter favores...
-> é o pessoal do ministério dos negócios estrangeiros a obter favores...
-> são mulheres-a-dias (mão-de-obra servil) ao preço da chuva...
-> é o tráfico de mulheres para a indústria do sexo...
-> são homens à procura de mulheres fragilizadas em termos económicos: são mais dóceis...
......ETC......
[obs: eles estão-se a borrifar para 'isto' - "quem vier a seguir que feche a porta"]

-» Resumindo: Os Bandalhocos Demográficos são uns Bandalhos Intolerantes! De facto, como NUNCA conseguiram construir uma sociedade sustentável (ou seja, uma sociedade dotada da capacidade de renovação demográfica) sem ser à custa da repressão dos direitos das mulheres (mulheres tratadas com úteros ambulantes), hoje em dia, como seria de esperar, os Bandalhocos Demográficos procuram infiltrar-se em qualquer lado: quer importando outros povos para a Europa (imigração)... quer deslocando-se para o território de outros povos (emigração) ...... consequentemente... os Bandalhocos Demográficos são INTOLERANTES para com a existência de Reservas Naturais de Povos Nativos!...


»»»»»»»»»»»»» PONTO Nº2:

--- Existem Predadores Insaciáveis [são povos/raças de que possuem Custos de Renovação Demográfica mais baixos] que estão numa ‘CORRIDA DEMOGRÁFICA’ pelo controlo da Europa!... [ Exemplos: Africanos, Asiáticos, Mestiços, Árabes,... --->>> nota importante: existem excepções à regra -> pessoas de Boa Vontade - tolerantes para com a preservação de Identidades Nativas (como diz o velho adágio popular: "em todo lado existem pessoas boas e más") ].

--- Medidas de Incentivo à Natalidade não levam a lado nenhum!... Pois... tendo em vista os seus objectivos de Longo Prazo... a reacção dos Predadores Insaciáveis já naturalizados irá ser a seguinte: eles irão aumentar ainda mais a sua Taxa de Natalidade [ Um exemplo: existem franceses – de origem Árabe – com 10 (e mais) filhos... para aproveitarem as Medidas de Incentivo à Natalidade do Estado Francês ].

NOTA 1: Os Predadores Insaciáveis Anti-Diversidade são de uma INTOLERÂNCIA TOTAL para com a existência de Espaços de Reserva Natural de Povos Nativos... pois... eles pretendem ter o caminho livre para Ocuparem e Dominarem mais e mais novos territórios.

NOTA 2: Ao contrário das Identidade Étnicas Autóctones, os Mestiços [nota importante: existem excepções à regra...] são uma Identidade Imperialista: eles pretendem ter o caminho livre... para Ocuparem e Dominarem mais e mais novos territórios. [a Inquisição Mestiça ganha mais força repressiva a cada dia que passa...].

NOTA 3: Com a sua ambição, a longo prazo, os Predadores Insaciáveis irão conduzir o planeta para o CAOS... situação que os Capitalistas Selvagens têm todo o interesse em explorar...
Resumido: para além dos lucros... os Capitalistas Selvagens consideram que os Predadores Insaciáveis poderão actuar como IDIOTAS ÚTEIS (dividir/dissolver identidades para reinar)...tendo em vista a constituição de uma NOVA ORDEM MUNDIAL - uma Ordem Mercenária.


»»»»»»»»»»»»» PONTO Nº3:

--- Os Capitalistas Selvagens adoram substituições populacionais...
--- Como os Nativos Europeus são economicamente pouco rentáveis [possuem uma Taxa de Natalidade muito baixa; entenda-se: para os mesmos incentivos à natalidade... existem outros povos que 'produzem' uma taxa de natalidade muito maior, logo os seus Custos de Renovação Demográfica são mais baixos]... os Capitalistas Selvagens estão interessados em que se proceda à SUBSTITUIÇÃO POPULACIONAL dos autóctones... por... Povos economicamente mais rentáveis... que proporcionem uma maior rentabilização dos investimentos.
--- Ora, tal como aconteceu na América do Norte, ao mesmo tempo que vendiam (clandestinamente) armas aos autóctones... os Capitalistas Selvagens forneciam armas mais sofisticadas... aos Povos Colonizadores e às Forças Militares e Policiais [ infestadas de Mercenários... que trabalham para quem lhes pagar mais... ].
---> Portanto, como é óbvio, quando o Sistema Democrático entrar em Colapso... o poder irá cair nas mãos dos Capitalistas Selvagens [serão os Novos Senhores Feudais: com os seus Mercenários, irão colocar Ordem no Caos --»» uma Nova Ordem Mundial]... e também... dos Povos Colonizadores...
CONCLUSÃO ÓBVIA: É Urgente reivindicar o LEGÍTIMO Direito ao Separatismo... antes de... o Sistema entrar em Colapso...


NOTA:
--- Os CAPITALISTAS SELVAGENS consideram que VALE TUDO em nome do LUCRO... consequentemente... eles visualizam o Planeta Terra como sendo uma Gigantesca Exploração Agro-Pecuária: --> cidades IGUAIS por todo o lado... isto é... os Povos (Raças) de maior rendimento demográfico [economicamente mais rentáveis -> proporcionam mais consumidores...] devem possuir todo o Direito de ir ocupar e DOMINAR o espaço dos Povos (Raças) de menor rendimento demográfico [economicamente menos rentáveis]...
--- Mais, a superclasse (alta finança internacional - capital global) ambiciona um Neofeudalismo - uma Nova Ordem a seguir ao caos... consequentemente, como seria de esperar, a superclasse apoia o pessoal gerador de caos... nomeadamente, o pessoal que anda numa corrida demográfica pelo controlo de novos territórios...





2. Os OTÁRIOS que abram os olhos

ABRAM OS OLHOS:
--- Os Movimentos Nacionalistas (e afins) são para os OTÁRIOS!!!
--- De facto, ao não perceberem que a maioria dos europeus [vulgo os Negociatas; nota: são os 'dignos' herdeiros das sociedades europeias (do passado) exploradoras de escravos] adoram realizar negociatas de lucro fácil à custa de alienígenas, os OTÁRIOS À LE PEN, mais tarde ou mais cedo [quando (finalmente) perceberem que o potencial de crescimento é muito limitado...], das duas uma:
1) ou tornam-se nuns idiotas que andam por aí aos berros "traidores, traidores, traidores"... e disparando contra bodes expiatórios em todas as direcções possíveis e imaginárias...;
2) ou tornam-se nuns figuras tristes à Le Pen: Jean-Marie Le Pen, jornal Correio da Manhã, 2007-04-23: «... aparentemente os franceses estão satisfeitos com a sua situação, eu pensava o contrário...»
-» Nota:
a) A estratégia de muitos 'Nacionalistas de Referência' [agentes infiltrados...] é óbvia --> GANHAR TEMPO...
b) De facto, é preciso ter cuidado porque, na realidade, existem 'Nacionalistas de Referência' [agentes infiltrados...] que vão produzindo 'toneladas' de CONVERSA DA TRETA - para que os OTÁRIOS (já há várias Décadas) se mantenham entretidos numa guerra contra 'Moinhos de Vento' - ... enquanto... a Identidade Étnica Europeia vai se degradando cada vez mais ano após ano... na direcção de um beco-sem-saída/abismo...
{ P.S: Como a conversa da treta... é cada vez mais insustentável... diversos 'Nacionalistas de Referência' (curtindo à brava à custa dos OTÁRIOS) começaram a falar numa nova '''solução''': uma Guerra Civil na Europa... }
-» Resumindo: os não-nativos JÁ NATURALIZADOS estão com uma demografia imparável em relação aos nativos... e... só os nacionalistas parvinhos-à-Sérvia é que não vêem o óbvio: com o desmoronamento da base sociológica que esteve na sua base... uma Identidade está condenada ao CAIXOTE DO LIXO da História!


---»»» CONCLUSÃO FINAL ÓBVIA:
-> Os Identitários europeus poderão ter futuro no planeta... no entanto (ANTES QUE SEJA TARDE DEMAIS) para que isso seja possível... isto é, para que, a LONGO PRAZO, os Nativos Europeus possam ter o SEU Espaço no Planeta... o caminho a seguir só pode ser:
-1- Combater o Fundamentalismo Racista!
-2- Combater o Fundamentalismo Anti-Racista!
-3- Combater a Ditadura dos Bandalhos-Brancos (a MAIORIA dos europeus)!
-4- Mobilizar, para o LEGÍTIMO Direito ao Separatismo [http://divisao--50--50.blogspot.com/], aquela minoria de europeus que possui disponibilidade emocional para abraçar um projecto de Luta pela Sobrevivência...
 [nota 1: os 'parvinhos-à-Sérvia' (vide Kosovo) que fiquem na sua...; nota 2: os 'globalization-lovers' que fiquem na sua... desde que respeitem os Direitos dos outros... e vice-versa]
 {OBS: Uma Nação é uma comunidade de indivíduos de uma mesma matriz racial que partilham laços de sangue, com um património etno-cultural comum... Uma Pátria é a realização e autodeterminação de uma Nação num determinado espaço.}





3. O LEGÍTIMO Direito ao Separatismo

--- Os Povos Nativos são a forma como o Ser Humano evoluiu nas mais variadas regiões do Planeta --> os Nativos possuem CARACTERÍSTICAS FÍSICAS... GENES TÍPICOS NATIVOS ... QUE SÃO A FORMA COMO A ESPÉCIE HUMANA EVOLUIU... nas mais variadas regiões... do Planeta.
--- A existência de Povos Nativos no SEU espaço é uma Identidade com muitos milhares de anos... que deve ser RESPEITADA e PRESERVADA!
--- Dito de outra forma, o Direito à Sobrevivência dos Povos Nativos... no SEU espaço... deve ser considerado um DIREITO UNIVERSAL!!!!!!

OBS : A Democracia possui um LIMITE ---> de facto, NINGUÉM ( nenhuma Maioria!!!... ) através do Voto ( ou de uma outra forma qualquer! ) possui o Direito de decidir a Eliminação de Povos!!!!!!......

{Uma nota: Os chineses são adeptos da filosofia made in USA: primeiro promover a substituição dos autóctones... depois... hão-de querer referendar democraticamente o Direito  - ou melhor, o NÃO Direito - à Sobrevivência das Identidades Autóctones...; um caso a acompanhar: o Tibete}






4. Movimento Tolerante "Planeta Terra SIM! Exploração Agro-Pecuária NÃO!"
[ Nota: Depois de 01/06/2006 -> Movimento Tolerante 'Pró-Diversidade' ]

--- O MOVIMENTO TOLERANTE "PLANETA TERRA SIM! EXPLORAÇÃO AGRO-PECUÁRIA NÃO!" reivindica a DIVISÃO dos Países em dois espaços:
--------> 1) um ( 50% ) de Competição Global;
{nota: neste espaço os adeptos da Competição Global [e da Mestiçagem] concretizam o Direito de ter o seu espaço no Planeta...};
--------> 2) outro ( 50% ) de Reserva Natural -> destinado à sobrevivência das Identidades Étnicas Autóctones;
{nota: o mundo deve possuir a capacidade de acolher quem é DIFERENTE... (Todos Diferentes Todos Iguais!!!) ... assim sendo, no espaço de Reserva Natural... os Nativos - que pretendem estar no Planeta, com CORAGEM e DETERMINAÇÃO, a Lutar pela Sobrevivência da sua Identidade Étnica/Cultural - concretizam o Direito de ter o SEU espaço no Planeta!... ---> nota: são Nativos que estão interessados em construir uma Sociedade Sustentável: uma Sociedade dotada da capacidade de Renovação Demográfica}


NOTA 1: JÁ EXISTEM Países aonde existem Reservas Naturais para os Povos Nativos...; Todavia, este Movimento considera que a situação de maior JUSTIÇA será a Divisão ( 50% - 50% )... e constituição de Estados LIVRES e DEMOCRÁTICOS Reserva Natural... [ nota: aqueles que assim o desejarem... possuirão toda a LIBERDADE de sair para um Espaço de Competição Global ]

NOTA 2: Toda a gente sabe que os mestiços (nota: existem excepções à regra: pessoas de boa vontade) são uns PREDADORES INSACIÁVEIS: ambicionam ocupar e dominar mais e mais territórios...{nota: a cada dia que passa, a Inquisição Mestiça ganha mais força repressiva}... a luta pela sobrevivência é, sempre foi, e continuará a ser, uma coisa difícil e complicada... as Identidades Étnicas Autóctones só têm uma coisa a fazer: lutar pela sobrevivência... consequentemente... contrariando aquilo que os espertalhões da Inquisição Mestiça (vulgo, multiculturalismo local nazi) pretendem... não devemos ser Fundamentalistas... assim sendo, devem ser considerados NATIVOS todas as pessoas com, pelo menos, x % de GENES TÍPICOS NATIVOS... (nota 1: todos os povos nativos possuem os SEUS 'genes típicos nativos'... e o x % deverá ser definido por uma comissão científica;;; nota 2: poderá ser usado um outro critério mais 'expedito').
[obs: sabendo muito bem que a luta pela sobrevivência é uma coisa difícil e complicada, os espertalhões dos 'globalization-lovers' (como seria de esperar) adoram 'Teorias à Sun-Tsu': leia-se, teorias que visam desmobilizar as pessoas dos seus valores]

NOTA 3: Nos Países aderentes ao Separatismo-50-50, o Período de Transição de Divisão ( 50% , 50% ), para que seja efectuado o desmantelamento dos 'colonatos' dos Predadores... ( que pretendem OCUPAR e DOMINAR novos territórios ), deverá demorar VÁRIAS Décadas...

NOTA 4: Os Povos de BOA VONTADE [não estão contra a sobrevivência de ninguém... isto é, apenas reivindicam o Legítimo Direito à sobrevivência da sua Identidade] não têm quaisquer problemas em reconhecer que devem existir (no Planeta) Reservas Naturais de Povos Nativos.
[nota: pelo contrário, os MAFIOSOS têm uma «atitude nazi»: busca de pretextos (adoram evocar/inventar pretextos)... com o objectivo de negar o Direito à Sobrevivência de outros...]

NOTA 5: Quando se descobriu que podia existir um maior número de genes diferentes... entre dois indivíduos duma mesma raça, do que, entre dois indivíduos de raças diferentes...... os espertalhões da Inquisição Mestiça adoravam falar no número de genes...
--- Mas depois foi dito: tenham calma, aquilo que está em causa não é número de genes diferentes... mas sim... o facto de existirem genes que são próprios de cada raça (genes típicos nativos)!
--- Escusado será dizer: agora os espertalhões da Inquisição Mestiça já não gostam de andar a falar em genes...
VEJA-SE BEM A DIFERENÇA: As pessoas de boa vontade defendem a preservação de TODAS as raças (nota: inclusive a raça mestiça). Pelo contrário, os espertalhões da Inquisição Mestiça (vulgo, multiculturalismo local nazi) proclamam que apenas a raça mestiça possui o direito à sobrevivência -> para eles, deve-se impedir a preservação das raças que não sejam consideradas mestiças.

NOTA IMPORTANTE: Os Predadores Insaciáveis não são de confiança... logo... nunca poderá ser a criação de meras reservas naturais, mas sim, separatismo puro e duro: ou seja, a criação de Estados Étnicos dotados de eficientes EXÉRCITOS para auto-defesa!...




---»»» Pelo legítimo Direito à diferença, repetimos:
TODOS DIFERENTES!!! TODOS IGUAIS!!!
--- Isto é, TODOS os Povos Nativos do Planeta Terra:
-> INCLUSIVE os de 'baixo rendimento demográfico' (reprodutivo) !!!
-> INCLUSIVE os economicamente pouco rentáveis !!!
devem possuir o Direito de ter o SEU espaço no Planeta!!!
...... assim sendo......
apesar das mulheres europeias serem das mais exigentes do Planeta (entenda-se: os Custos de Renovação Demográfica dos nativos europeus são muito mais elevados do que os Custos de Renovação Demográfica de outros povos), no entanto, os europeus possuem o legítimo Direito de ter o SEU espaço no Planeta!!!


Uma Observação:
---> 'Traidores', Políticas de Direita, Políticas de Esquerda, Multicultiralismo (local!!!)... é tudo conversa da treta: o negócio deles são números... e a grande realidade é que eles (vulgo Palhaços-Brancos) querem é: curtir... sem pagar...
---> Ora, com o objectivo de branquear a sua Parasitagem no Planeta, os Bandalhos Éticos (a maioria dos europeus) tornaram-se nuns Anti-Diversidade de Alto Calibre: eles são intolerantes para com os povos que possuem os Custos de Renovação Demográfica mais elevados; isto é, para os Badalhocos Demográficos, os povos/raças de que possuem Custos de Renovação Demográfica mais baixos... devem ser dotados do direito de ocuparem e dominarem todos os territórios que muito bem entenderem.
---> De facto, na realidade:
a) existem povos/raças que possuem Custos de Renovação Demográfica mais elevados (um exemplo: os nativos europeus);
b) existem povos/raças de que possuem Custos de Renovação Demográfica mais baixos (um exemplo: os africanos).
{nota: avaliar/comparar os custos de renovação demográfica (incentivos monetários à natalidade, despesas com a fertilidade dos casais, despesas com a gravidez das mulheres, despesas em Saúde e Educação até à idade adulta) dos diferentes povos... é um assunto TABU para os Bandalhocos Demográficos}






### Anexo: Uma ARTIMANHA Branqueadora

—» Existem DOIS TIPOS de multiculturalismo:

-1-» O Multiculturalismo Local (ao nível de cada cidade)... produz... um Mono-Culturalismo Global: TODAS as cidades irão ser dominadas demograficamente pelos Povos(Raças) de maior rendimento demográfico.

-2-» Pelo contrário, o Mono-Culturalismo Local ( a existência de Reservas Naturais de Povos Nativos )... produz... um Multiculturalismo Global: TODOS os Povos Nativos ( inclusive os de menor rendimento demográfico... e... inclusive os economicamente menos rentáveis ) vão poder ter o SEU espaço no Planeta.

-> Os multiculturalistas-globais aceitam o multiculturalismo-local... o problema está no facto de que os multiculturalistas-locais estão infestados de NAZIS: eles pretendem ver eliminadas as Identidades Étnicas Autóctones (vulgo, multiculturalismo-global).

--->>> Só os OTÁRIOS é que ainda não perceberam isto:
-> o facto do Bandalho-Ético (a maioria dos europeus) promover o Multi-Culturalismo [Local!], e a Intolerância para com os legítimos Direitos dos Povos Nativos ... é tão somente... uma ARTIMANHA BRANQUEADORA -> na realidade, a Teoria do Multi-Culturalismo [Local] produz um efeito curioso: a ocupação da Europa por outros Povos(Raças) - SUBSTITUIÇÃO POPULACIONAL - é considerada um 'Processo Absolutamente Natural'... e não... o resultado da actuação de um Bando de Parasitas... que pretendem andar no planeta a curtir (negociatas de lucro fácil) à custa dos outros...
-----»»» Resumindo: ao mesmo tempo que falam dos problemas ambientais existentes no Planeta... os Bandalhos Éticos [com o objectivo de branquear a sua Parasitagem no Planeta] são intolerantes para com a existência de Sociedades Alternativas [1- Sociedades de Responsabilidade Demográfica; 2- Sociedades de Responsabilidade Ambiental; 3- Sociedades aonde não se efectuam negociatas de lucro fácil à custa de alienígenas (leia-se não-nativos),...], ou seja: Estados Étnicos para a preservação das Identidades Étnicas Autóctones (Reservas Naturais de Povos Nativos).


NOTA 1:
--- O Multiculturalismo Local, e o Multiculturalismo Global, radicais... são dois modelos intolerantes/nazis . Pelo contrário, o SEPARATISMO... é um modelo plural/tolerante!


NOTA 2:
--- Em 2004, num discurso naïf, colocando mensagens e comentários por ali e por acolá, comecei a falar em Separatismo...
--- Qual não foi o meu espanto, os defensores do Multiculturalismo Local foram de uma Intolerância Arrogante contra a existência de Reservas Naturais de Povos Nativos. {nota: por aqui e por ali... chegaram até ao ponto de me chamarem Neo-Nazi!!!}
--- Falar em 'cegueira' é coisa de OTÁRIOS!
--- Face a uma Intolerância Arrogante, a resposta só pode ser... dizer a verdade de uma forma agressiva:
O Bandalho Ético (a maioria dos europeus) é um Parasita... mas... não é parvo!!!...
{nota: ...ilegalizado... condenado... ilegalizado... condenado...... os Bandalhos Éticos falam, falam, falam... mas eles não são estúpidos... eles sabem, muito bem, que ficam (são) caríssimos os custos de renovação demográfica... e a acção teatral (vulgo palhaçada) que eles montam, no sentido de silenciar toda e qualquer voz discordante («é preciso silenciar os 'criminosos/racistas/xenófobos'»), não é mais do que uma FUGA PARA A FRENTE DOS PARASITAS... que visa branquear a sua Parasitagem no Planeta}


NOTA 3:
--- O Bandalho Ético europeu possui um currículo verdadeiramente 'notável':
-1- Para rentabilizarem o investimento feito em caravelas (e salvaguardarem a indústria de construção de caravelas)... eles implementaram a teoria de que existiam umas raças inferiores que podiam ser utilizadas como escravas;
-2- Como muitos Povos Nativos do 'Novo Mundo' eram economicamente pouco rentáveis... (e com o objectivo de branquearem o Holocausto cometido sobre os povos nativos que não queriam estrangeiros nos seus territórios)... eles implementaram a teoria de que os povos nativos do 'Novo Mundo' eram uns selvagens que (nem que fosse à força...) precisavam de ser evangelizados;
-3- Como a 'coisa' (substituição populacional) deve ser considerada um processo «perfeitamente natural»... eles passaram a promover o Multi-Culturalismo Local (em cada país/cidade/bairro/rua) e tornaram-se intolerantes para com o Multi-Culturalismo Global.


NOTA 4:
--- Muitos badalhocos anti-sobrevivência de Identidades Autóctones... só tiveram acesso a determinadas oportunidades... porque à sua retaguarda estavam de terminadas condições demográficas!...
--- Se as condições demográficas fossem outras... outro galo cantaria... veja-se um exemplo aqui.


NOTA 5:
--- A Superclasse (alta finança internacional) ambiciona um Neofeudalismo... consequentemente, a Superclasse pretende "dividir/dissolver Identidades para reinar"... [nota: a Superclasse controla os Media, e não só...]
--- A Esquerda não-Identitária e a Direita não-Identitária são MARIONETAS ao serviço da Superclasse.
--- Não podemos permitir que a Esquerda não-Identitária e a Direita não-Identitária efectuem uma 'eucaliptização' o discurso... visto que, no interior do SEPARATISMO-50-50 poderão existir uma Esquerda Identitária e a Direita Identitária.




Resumindo e concluindo: não se pode andar a perder tempo com bandalhos... não vamos ser uns parvinhos-à-Sérvia... antes que seja tarde demais, há que mobilizar aquela minoria de europeus que possui disponibilidade emocional para abraçar um projecto de Luta pela Sobrevivência... SEPARATISMO-50-50... e coligação defensiva (do tipo NATO) contra o inimigo comum: os predadores insaciáveis anti-Direito à sobrevivência dos povos autóctones.




Mais um P.S.
Como os nazis (obs: para além dos nazis-hitlerianos, existem mais...) gostam de adulterar conceitos, procurando instalar a confusão... nunca é demais relembrar:
- o problema não é os 'globalization-lovers' gostarem de o ser... mas sim... o comportamento nazi de alguns deles: busca de pretextos... para negar o Direito à Sobrevivência de outros.




{Este texto é um resumo do blogue DIVISÃO--50--50}

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:41


O Direito de ser Pai Solteiro

por F. Rui, em 19.02.15

O Direito de ser Pai Solteiro

.

.

O Direito de ter filhos em sociedades Tradicionalmente Monogâmicas - em particular, o Direito de ser Pai Solteiro

 
1- Razão Histórica
Ainda há parolos que acreditam em histórias da carochinha... mas há que assumir a realidade:
- Nas Sociedades Tradicionalmente Poligâmicas apenas os machos mais fortes é que possuem filhos.
- No entanto, para conseguirem sobreviver, muitas sociedades tiveram necessidade de mobilizar/motivar os machos mais fracos no sentido de eles se interessarem/lutarem pela preservação da sua Identidade!... De facto, analisando o Tabu-Sexo (nas Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas) chegamos à conclusão de que o verdadeiro objectivo do Tabú-Sexo era proceder à integração social dos machos sexualmente mais fracos; Ver http://tabusexo.blogspot.com/.
Concluindo:
- Nas Sociedades Tradicionalmente Poligâmicas é natural que sejam apenas os machos mais fortes a terem filhos, no entanto, as Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de assumir a sua História: não podem continuar a tratar os machos sexualmente mais fracos como sendo o caixote do lixo da sociedade!... Assim sendo, nestas sociedades deve ser possibilitada a existência de barrigas de aluguer [nota: numa primeira fase ter acesso a barrigas de aluguer, e a longo prazo ter acesso a úteros artificias... obs: úteros artificiais – deve ser considerado uma Investigação Cientifica Prioritária!] para que, nestas sociedades os machos (de boa saúde) rejeitados pelas fêmeas, possam ter filhos!


2- Razão de Igualdade de Direitos
Nas sociedades tradicionalmente monogâmicas, deve existir Igualdade de Direitos:
- famílias monoparentais femininas... e... famílias monoparentais masculinas.
[nota: actualmente as 'famílias monoparentais de pai'... são ínfimas em relação às 'famílias monoparentais de mãe'...]
Dito ainda de uma outra maneira:
- Decisões Partilhadas e Decisões Pessoais/Íntimas:  ter filhos poderá ser uma Decisão Partilhada (situação normal), poderá ser uma ser uma Decisão Pessoal/Íntima feminina (situação que já existe no presente), ou poderá ser uma Decisão Pessoal/Íntima masculina (situação que virá a ser uma realidade no futuro).


3- Razão Humanitária
Quando se fala em Direitos das crianças... há que ver o seguinte: muitas crianças (de boa saúde) hão-de querer ter a oportunidade de vir a ser pais... oportunidade essa que lhes é negada pela 'via normal'.
Dito de outra maneira: não está em causa ter (ou não ter) acesso a 'isto ou aquilo'... mas sim, o facto da sociedade não poder estar a impor bloqueios emocionais: leia-se, ao não legalizar as famílias monoparentais (a masculina em particular) a sociedade está a fazer com que uma faixa (de certa forma significativa) da população masculina não tenha filhos.
[obs 1: ser pai ou ser mãe não é ter uma coisa qualquer]
[obs 2: idealmente, uma criança deveria estar sempre acompanhada do pai e da mãe (o ping-pong "ora está com a mãe"... "ora está com o pai"... não é a situação que é mais recomendada)... todavia, no entanto, como é óbvio... não se pode proibir às pessoas que têm filhos o Direito ao Divórcio!!! -> Ora, de facto, é um Direito ao qual as crianças no futuro também quererão vir a ter acesso: o Direito ao Divórcio!]
[obs 3: idealmente seria bom todas as crianças terem um pai e uma mãe... mas também... idealmente seria bom todas as crianças terem a oportunidade de virem a ser pais (ser pai ou ser mãe) -> ora, de facto, é um Direito ao qual as crianças também quererão vir a ter acesso: o Direito à Monoparentalidade!]
.
Nota: o Direito à Monoparentalidade  (em sociedades Tradicionalmente Monogâmicas) é uma janela emocional que se abre a machos (de boa saúde) que, em condições 'normais', seriam rejeitados pelas fêmeas... ora, É ÓBVIO QUE a sociedade terá que exercer um acompanhamento muito maior às famílias monoparentais... todavia, mesmo que... a avaliação de certos requisitos (...) seja algo que dê um bocado de trabalho à sociedade (tradicionalmente monogâmica)... no entanto, como é óbvio, muitos machos não podem perder o seu Direito de ter filhos!!! ->  Um exemplo: (no acompanhamento obrigatório do caso) poderia existir a obrigatoriedade dos filhos de famílias monoparentais frequentarem infantários/escolas públicas; etc.





P.S.
Existem muitos homens sem filhos ['por isto ou por aquilo' as mulheres consideram que eles não possuem 'perfil'... adiante] que devidamente motivados/acompanhados... poderiam ser óptimos pais solteiros!!!
A ausência de tal motivação/acompanhamento não só é uma MÁ GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS  da sociedade... como também, um INJUSTIÇA HISTÓRICA que está grassando nas Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas.

P.S.2.
A Luta pela Sobrevivência duma Identidade envolve:
-1- capacidade de defesa perante aqueles que pretendem ocupar e dominar novos territórios;
-2- capacidade de renovação demográfica.
Ora, como é/será óbvio, muito mais importante do que estar a gastar recursos em estádios de futebol, autoestradas 'olha lá vem um', etc... uma sociedade deve dirigir recursos para a renovação demográfica, isto é, uma sociedade deve assumir custos de renovação demográfica! Um exemplo: a criação duma rede de centros de acolhimento de crianças a funcionar 24 horas por dia... aonde as crianças poderiam ficar, mediante uma declaração da(s) entidade(s) patronal(patronais) das famílias (monoparentais ou tradicionais). [resumindo: há que discutir intensamente os recursos disponíveis]

P.S.3.
Andam por aí badalhocos não se querem dar ao trabalho de procurar CONDIÇÕES DE SUSTENTABILIDADE (ex: para ser demograficamente sustentável, uma sociedade deve alcançar a média de 2.1 filhos por mulher)... todavia, no entanto... querem andar por aí a proibir 'este e aquele' Direito às pessoas.
{obs: como é óbvio, uma sociedade deve procurar rentabilizar as pessoas (homossexuais e heterossexuais) com disponibilidade para criar crianças... bom... sim, no entanto, há quem fale é em naturalizar a 'boa produção demográfica' proveniente daqueles países (ex. islâmicos) que tratam as mulheres como uns 'úteros ambulantes'!?!?}

P.S.4.
As sociedades economicamente/tecnologicamente mais evoluídas... são Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas... o que, por sua vez, ajuda a legitimar o seguinte: criar condições para que machos (de boa saúde) - que embora sejam considerados 'descartáveis' segundo critérios das sociedades tradicionalmente poligâmicas - também possam ter filhos... é uma adaptação (na luta pela sobrevivência) válida!

P.S.5.
Tal como eu explico no blog «http://tabusexo.blogspot.com/» o verdadeiro objectivo do Tabu-Sexo era efectuar uma melhor gestão dos recursos humanos da sociedade.
Promover a Monoparentalidade - sem 'beliscar' a Parentalidade Tradicional (e vice-versa) - é EVOLUÇÃO NATURAL DAS SOCIEDADES TRADICIONALMENTE MONOGÂMICAS!... De facto: proporciona uma melhor gestão dos recursos humanos da sociedade!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:37


A origem do TABU-SEXO

por F. Rui, em 19.02.15

 

A Origem do Tabu-Sexo

.

.

Nos tempos mais remotos da existência humana, o ser humano viveria duma forma em tudo semelhante à de outros animais mamíferos do planeta Terra. Consequentemente, podemos dizer que, nesses tempos mais remotos, as fêmeas humanas teriam possuído toda a Liberdade e Independência. Depois, mais tarde, pela necessidade de luta pela sobrevivência, ou pela ambição de ocupar e dominar novos territórios, alguém fez uma descoberta extraordinária (um truque que permite alcançar uma vantagem competitiva demográfica): A REPRESSÃO DOS DIREITOS DAS MULHERES! A Repressão dos Direitos das Mulheres tinha como objectivo tratar as mulheres como uns meros 'úteros ambulantes'... para que as sociedades ficassem dotadas duma Vantagem Competitiva Demográfica!!! De facto, quando as guerras eram lutas 'corpo-a-corpo' o factor numérico (número de combatentes disponíveis) era de uma importância decisiva... visto que esse factor era (frequentemente) determinante na decisão das Batalhas (e das Guerras). Depois, pela necessidade de luta pela sobrevivência, ou pela ambição de ocupar e dominar novos territórios, alguém fez uma nova descoberta extraordinária: O TABÚ-SEXO! O Tabú-Sexo tinha como objectivo proporcionar uma melhor Rentabilização dos Recursos Humanos da Sociedade!!! De facto, o Ser Humano não é nenhum Extraterrestre: tal como acontece com muitos outros animais mamíferos, duma maneira geral, as fêmeas humanas são 'particularmente sensíveis' para com os machos mais fortes... Analisemos o Tabú-Sexo: - a sociedade dificultava o acesso das mulheres à independência económica; - as mulheres que não casassem eram alvo de crítica social; [portanto, como é óbvio, as mulheres eram pressionadas no sentido do Casamento]; - não devia haver sexo antes do Casamento; - as mulheres não deviam procurar obter prazer no sexo; - as mulheres que se sentissem sexualmente insatisfeitas, não podiam falar nesse assunto a ninguém, pois o desempenho sexual dos machos não podia ser questionado; - era proibido o divórcio. Conclusão óbvia: o Verdadeiro Objectivo do Tabú-Sexo eram montar uma autêntica armadilha às fêmeas... de forma a que estas fossem conduzidas a aceitar os machos sexualmente mais fracos!!! Dito de outra forma, o verdadeiro objectivo do Tabú-Sexo era proceder à integração social dos machos mais fracos!!! Quando não existia esse ‘guarda-chuva’ [que são as armas de alta tecnologia], os dirigentes de todas as sociedade tinham uma preocupação... que era colocada ACIMA de todas as outras preocupações: a sua sociedade tinha de estar preparada para a guerra (isto é, ou seja, luta pela sobrevivência)!... Quando as guerras eram lutas corpo-a-corpo, para além do factor numérico ser de muita importância, frequentemente, o que decidia as guerras era a MOTIVAÇÃO com que os combatentes (os homens) lutavam. Portanto, como é óbvio, ao permitir que fosse realizada uma Boa Gestão dos Recursos Humanos da Sociedade [os machos sexualmente mais fracos também estavam fortemente motivados... para lutarem pela sobrevivência da sua sociedade], o Tabú-Sexo fez com que as sociedades ficassem dotadas duma Vantagem Competitiva!!!... Mais, quando as batalhas eram lutas corpo-a-corpo, essas batalhas seriam autênticas carnificinas; consequentemente, era necessário uma grande disciplina para que [na carnificina da batalha] não existissem homens cada um a fugir para o seu lado. Antigamente os dirigentes das sociedades não andavam a dormir... isto é, eles sabiam que para se construir um exército disciplinado era necessário realizar previamente um Largo Trabalho Sociológico de Longo Prazo... no sentido de formar 'Homens Rudes'. Portanto, não é de admirar que tenham surgido na sociedade 'frases-feitas' do tipo: "um homem nunca chora", "não és homem não és nada se...", "a tropa foi feita para os homens", etc... [ Uma Obs. : Uma ineficiente capacidade na formação de 'Homens Rudes'... fez com que muitas sociedades não tivessem conseguido sobreviver até ao SÉC. XX ] Eis mais alguns casos curiosos: 1) As mulheres tinham de ficar em casa a cuidar dos filhos (ou seja, era necessário assegurar a Capacidade de Renovação Demográfica) , caso contrário, o inimigo impunha uma Guerra de Desgaste Demográfico... e ao fim de uma geração (sem Renovação Demográfica do ‘outro lado’) o inimigo ganhava a guerra 'com uma perna às costas'; 2) As viúvas não podiam voltar a casar, visto que não era nada benéfico para a moral dos combatentes eles pensarem que.... se eles viessem a morrer no campo de batalha... depois a mulher ia 'curtir' com outro; 3) Existia uma forte repressão sobre os homossexuais... visto que, a sociedade necessitava de 'Homens Rudes' para combater nas batalhas [autênticas carnificinas de lutas corpo-a-corpo]. No entanto... aconteceu uma descoberta, que veio provocar uma autêntica Revolução Sociológica: o desenvolvimento de Armas de Alta Tecnologia (por exemplo: as armas nucleares). Com as Armas de Alta Tecnologia, o factor numérico perdeu muita da sua antiga importância... na decisão das guerras. Consequentemente, nas sociedades (dotadas de Armas de Alta Tecnologia) deixou de existir a obrigação/necessidade de entrar numa 'Corrida Demográfica'... no sentido de garantirem uma Capacidade de Auto-Defesa. Nas sociedades tradicionalmente poligâmicas apenas os machos mais fortes é que têm filhos. {nota: nascem, aproximadamente, 50% de bebés do sexo feminino e 50% de bebés do sexo masculino} Nas sociedades tradicionalmente monogâmicas apenas uma percentagem reduzida de machos é que não tinha filhos. Ora, como seria de esperar, as Armas de Alta Tecnologia vieram a provocar o declínio do Tabú-Sexo. E com o declínio do Tabú-Sexo (também como seria de esperar) a percentagem de machos sem filhos aumentou imenso nas sociedades tradicionalmente monogâmicas. [ Nota: Em contraposição, os machos de maior sucesso passaram a ter filhos de sucessivos casamentos... ] Mais, com o fim do Tabú-Sexo também veio a suceder o seguinte fenómeno: muitos machos das sociedades tradicionalmente monogâmicas passaram a ir à procura de... (há mesmo quem defenda a tese de que devem ser 'enfiadas'!!!) Fêmeas Economicamente Fragilizadas [mais dóceis]... oriundas de outras sociedades. No entanto, aqueles machos (de Boa Saúde) que não estão interessados em seguir este caminho... devem possuir o legítimo Direito de terem acesso a úteros artificiais... barrigas de aluguer... {nota: por outro lado, muitas mulheres passaram a ir à procura de machos de maior competência sexual, nomeadamente, machos oriundos de sociedades tradicionalmente Poligâmicas: nestas sociedades apenas os machos mais fortes é que possuem filhos, logo, selecionam e apuram a qualidade dos machos} CONCLUINDO: A moderna sociedade europeia não pode continuar a ser tão hipócrita!... Isto é, ela não pode continuar a pretender que sejam classificados como 'preconceitos'... determinados comportamentos que foram ABSOLUTAMENTE NECESSÁRIOS para a sua sobrevivência!... Isto é: 1) As Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de assumir a sua História!!! 2) As Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de assumir que a Sobrevivência não caiu do céu!!! 3) As Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de assumir que a Sobrevivência só foi possível graças a um Largo Trabalho Sociológico; nomeadamente uma boa gestão de recursos humanos, nomeadamente o facto de elas terem conseguido motivar os machos sexualmente mais fracos no sentido de eles se interessarem pela sobrevivência da sua Identidade. Dito de outra forma, agora que possuem as 'costas quentes' - graças à existência de Armas de Alta Tecnologia - as Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas não podem, pura e simplesmente, continuar a insistir em deitar os machos sexualmente mais fracos para o 'CAIXOTE DO LIXO' da sociedade! [ Nota: Os Islâmicos reprimem os Direitos das mulheres - elas são tratadas como uns 'úteros ambulantes' - com o objectivo de obterem uma vantagem competitiva demográfica. Se eles não tivessem sido derrotados em 732 D.C. (em Poitiers), hoje em dia as mulheres na Europa andavam com burkas enfiadas na cabeça. ] P.S. É de notar o seguinte: sobre os úteros artificiais, o autor deste blog não imagina, nem sequer está minimamente interessado em discutir, como é que tal virá a acontecer... pois aquilo que está verdadeiramente em causa (aquilo que é verdadeiramente importante) é o seguinte: criar as condições para que os machos rejeitados pelas fêmeas possam estar/sentir-se de uma outra maneira na sociedade. P.S.2. Não está provado - antes pelo contrário - que as sociedades tradicionalmente poligâmicas são melhores que as sociedades tradicionalmente monogâmicas: de facto, as sociedades economicamente mais evoluídas são... sociedades tradicionalmente monogâmicas! Nas sociedades tradicionalmente monogâmicas, deve existir Igualdade de Direitos: - famílias monoparentais femininas... e... famílias monoparentais masculinas. {Nota: Aquele pessoal que pretende substituir antigos-tabus (que foram necessários na Luta pela Sobrevivência) por novos-tabus, desonestos (leia-se: não reconhecer que o tabu-sexo possibilitou uma melhor rentabilização dos recursos humanos da sociedade), a longo prazo... estão condenados a perder (enfim, olha, paciência, a razão não está do seu lado)} Mais: sendo a luta pela sobrevivência uma coisa difícil e complicada [e mais: 'n' pessoal até tem como passatempo, procurar ridicularizar quem se envolve emocionalmente com 'isto ou aquilo' - argumentam que são uns parvos que não sabem gozar a vida]... consequentemente, para além da avaliação desta ou daquela performance (nisto ou naquilo), e para além desta ou daquela situação de azar, e (como é óbvio) para além da avaliação de tiques de testosterona... a sociedade também deve avaliar/valorizar todos aqueles (de boa saúde) que possuem disponibilidade emocional para se envolver na luta pela sobrevivência... . É favor perceber: - Se as mulheres ultrapassam... ou não ultrapassam... em número os homens em muitas actividades... é uma coisa que não me interessa. -->> O que me interessa mesmo é a Igualdade de Direitos... nomeadamente... o Direito a ser PAI SOLTEIRO em sociedades Tradicionalmente Monogâmicas!!! P.S.3. Para os mais distraídos: os Islâmicos andam por aí numa corrida demográfica... pelo controlo de novos territórios (vide Kosovo, etc). Ora, como é óbvio, por um mundo mais JUSTO, não podemos aceitar as proibições que BANDALHOS ÉTICOS continuam a querer impor: promoveram a proibição de ser Pai Solteiro (nota: numa primeira fase ter acesso a barrigas de aluguer, e a longo prazo ter acesso a úteros artificias)… e, simultaneamente… promoveram a naturalização de pessoal (ex. islâmicos) que reprime os Direitos das mulheres (mulheres tratadas como uns ‘úteros ambulantes’) com o objectivo de alcançar uma vantagem competitiva demográfica. 
P.S.4. Não deve existir Direito de Veto: - de facto, observando o dia-a-dia, constata-se uma dualidade de critérios óbvia: em relação aos machos com 'bons tiques' de testosterona desculpa-se 'isto e mais aquilo', pelo contrário, em relação aos machos com 'maus tiques' de testosterona, quaisquer 'pintelhices' servem para implicar... concluindo, a opinião das mulheres é importante, sim, todavia - nas sociedades tradicionalmente monogâmicas - não devem possuir o Direito de Vetar quais os machos que não possuem o Direito de ter filhos. Dito de outra maneira: - A visão feminina é válida, legítima, etc... todavia, no entanto, a coexistência com uma visão masculina permitirá/possibilitará um maior aproveitamento/valorização dos recursos humanos/emocionais da sociedade. P.S.5. Quando se fala em Direitos das crianças, há que olhar também para o seguinte: muitas crianças hão-de querer ter a oportunidade de vir a ser pais! Dito de outra maneira: não está em causa ter (ou não ter) acesso a 'isto ou aquilo'... mas sim, o facto da sociedade não poder estar a IMPOR BLOQUEIOS EMOCIONAIS: leia-se, ao não legalizar as famílias monoparentais (a masculina em particular) a sociedade está a fazer com que uma faixa (de certa forma significativa) da população masculina não tenha filhos. (obs: ser pai ou ser mãe não é ter uma coisa qualquer... leia-se, não se pode estar a negar esse Direito assim de qualquer maneira...) . {nota 1: muitos machos não podem perder o seu Direito de ter filhos... mesmo que a avaliação de certos requisitos... seja algo que dê um bocado de trabalho; mais: poderia existir a obrigatoriedade dos filhos de famílias monoparentais frequentarem escolas públicas; etc} {nota 2: embora a monoparentalidade possa trazer alguns problemas… será sempre uma MENSAGEM DE GRANDE IMPACTO SOCIALIZADOR que se pode dirigir às crianças/jovens: «o Direito à monoparentalidade permitirá a muitos de vós ter acesso a um Direito - o de ter filhos -… Direito esse ao qual muitos de vós… muito dificilmente teria acesso, caso não existisse o Direito à monoparentalidade»} P.S.6. Impostos sobre a 'INDÚSTRIA DO SEXO' devem ser utilizados para subsidiar (numa primeira fase) barrigas de aluguer... e... (num objectivo de longo prazo) úteros artificias - uma Investigação Cientifica Prioritária... isto nas SOCIEDADES TRADICIONALMENTE MONOGÂMICAS!!! P.S.7. Dito ainda de uma outra maneira: - DECISÕES PARTILHADAS E DECISÕES PESSOAIS/ÍNTIMAS:  ter filhos poderá ser uma Decisão Partilhada (situação normal), poderá ser uma ser uma Decisão Pessoal/Íntima feminina (situação que já existe no presente), ou poderá ser uma Decisão Pessoal/Íntima masculina (situação que virá a ser uma realidade no futuro). P.S.8. Dito mais ainda de uma outra maneira: - Uma coisa é, legitimamente, andar entretido a 'queimar' outros... outra coisa - completamente diferente - é querer impor limites aos Direitos de outros... mais, pelo contrário, como seria de esperar, existe muita gente a considerar que o caminho a seguir é... valorizar os recursos humanos da sociedade - um exemplo: com um largo trabalho sociológico de longo prazo (nomeadamente, uma educação sexual sem tabus nem neo-tabus), vai ser possível, na sociedade, diminuir significativamente a percentagem de machos sem filhos. P.S.9. É UMA MUDANÇA ESTRUTURAL HISTÓRICA DA SOCIEDADE: - os homens poderão ter filhos... sem repressão dos Direitos das mulheres... e independentemente de agradarem ou não às mulheres: leia-se, O ACESSO A 'BARRIGAS DE ALUGUER'... P.S.10. Para que não fiquem dúvidas a pairar no ar: o autor deste blog considera o FIM do Tabu-sexo um magnífico avanço civilizacional!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:35


SEPARATISM-50-50

por F. Rui, em 02.02.15

SEPARATISM-50-50 [Link]
.
.

--- Le Multiculturalisme Local (au niveau de chaque ville)... produit... un Monoculturalisme Global : TOUTES les villes seront dominés démographiquement par le Peuples (des Races) de plus grand revenu démographique.
--- Par contre, le Monoculturalisme Local (l'existence de Réserves Naturelles de Peuples Indigènes)... produit... un Multiculturalisme Global : TOUS les Peuples Indigènes (de même les Peuples de moindre profit démographique) auront SON espace dans la Planète.

--- Tous différents!... Tous égaux!...
--- C'est-à-dire, tous les Peuples - de même les Peuples de moindre profit démographique, de même les Peuples de moindre profit économique - doivent posséder le Droit d'avoir SON espace dans la Planète.

--- Le Mouvement Tolérant 'Pour- La-Diversité' revendique laDIVISION des Pays dans deux espaces :
---> 1) une (50%) de Concurrence Globale ;
( remarque : cet espace sera pour les adeptes de la Concurrence Globale [ et pour les adeptes du Métissage ] ) ;
---> 2) autre (50%) de Réserve Naturelle -> pour la survie des Identités Ethniques Autochtones;
( remarque : cet espace sera pour les Indigènes intéressés à vivre dans la Planète avec COURAGE et DÉTERMINATION… 'en cherchant' la Survie de son Identité Ethnique ).

Remarque 1 : Ce Mouvement n'est pas Fondamentaliste. En conséquence, doivent être considérées des Indigènes toutes les personnes avec, au moins, x% de GÈNES TYPIQUES INDIGÈNES... (remarque : x% - à définir...) –
Remarque 2 : La Période de Transition de Division [dans les Pays adhérents au Séparatisme] devra être de PLUSIEURS Décennies…




ANNEXE 1:

--- Il y a plusieurs IDIOTS... que ne comprennent pas ceci: n'existe pas aucune invasion!
--- Une Invasion est une action hostile!...
--- Ce qu'arrive en Europe c'est... une Gestion de l'entrée des immigrés... pour que les personnes marche dans le 'Jouir-Parasite'... c'est-à-dire, la majorité des Européens [... les Clowns-Éthiques...]:
- ils prétendent jouir main d'oeuvre servile immigrée à 'prix de la pluie'.

--- Ne soyez pas des IDIOTS!!!
--- Le chemin à poursuivre... n'est pas 'Lécher-les-Bottes' à la majorité des Européens [les Clowns-Éthiques]!...
--- Le chemin à poursuivre... c' est 'déclarer la guerre' aux Clowns-Éthiques... c'est-à-dire, le SÉPARATISME ETHNIQUE AUTOCHTONE (la division des pays)...



ANNEXE 2:

---> Une collection de trois Maffieux:
Maffieux 1: Les Capitalistes Sauvage - pour eux, quand un Peuple Autochtone est économiquement peu rentable, il doit se procéder à une Substitution de la Population par des peuples économiquement plus rentables... en conséquence... ils sont INTOLÉRANTES envers l'existence d'États Ethniques - pour la conservation de l'Identité Ethniques Autochtones.
Maffieux 2: Les Prédateurs Insatiables (les Immigrés et les fils d'immigrés [ note: existent des exceptions... ]) - ils prétendent Occuper et Dominer plus et plus de territoires... en conséquence... ils sont INTOLÉRANTES envers l'existence d'États Ethniques - pour la conservation de l'Identité Ethnique Autochtone.
Maffieux 3: Le Parasite Blanc - pour eux, la substitution de la population (qui réussit en Europe) doit être considérée "un processus absolument naturel", et non, être considérée un processus résultant de l'action d'un troupeau de Parasites dans la Planète (dans le 'Jouir-Parasite')... en conséquence... ils sont INTOLÉRANTES envers l'existence d'États Ethniques - pour la conservation de l'Identité Ethniques Autochtones.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:25


Der Ursprung der Sex Tabu

por F. Rui, em 02.02.15

Der Ursprung der Sex Tabu [Link]

.

.

In den frühesten Zeiten der menschlichen Existenz, lebten die Menschen in ähnlicher Weise wie alle anderen Säugetiere auf dem Planeten Erde. Folglich können wir sagen, dass in diesen frühen Zeiten die menschlichen Weibchen jede und ganze Freiheit und Unabhängigkeit hatten.

Dann später, der Notwendigkeit wegen, um um das Überleben zu kämpfen, oder des Ehrgeizes wegen um neue Gebiete zu besetzen und dominieren, machte jemand eine aussergewöhnliche Entdeckung (ein Trick, der einen demografischen Vorteil erreichen sollte): Die Unterdrückung der Rechte der Frauen!
Die Unterdrückung der Rechte der Frau hatte als Ziel, die Frauen als blosse “wandernde Mutterleibe zu behandeln ‘… so dass, die Gesellschaft einen demografischen Vorteil erhielt!
In der Tat, als die Kriege ´Körper-an-Körper´waren, war der numerische Faktor (Anzahl der verfügbaren Kämpfer) von entscheidender Bedeutung … da dieser Faktor am Ende (oft) die Schlachten (und Kriege) entschied.

Dann, der Notwendigkeit wegen, um das Überleben zu kämpfen, oder des Ehrgeizes wegen, neue Gebiete zu besetzen und dominieren, hat jemand eine bemerkenswerte neue Entdeckung gemacht: SEX-TABU!
Das Sex-Tabu hatte das Ziel, eine bessere Rentabilität der menschlichen Mittel der Gesellschaft zu gewährleisten! In der Tat, der Mensch ist kein Ausserirdischer: so wie es bei vielen anderen Säugetieren passiert, im allgemeinen sind die menschlichen Weibchen “besonders sensibel” mit den stärkeren Männchen …
Analysieren wir das Sex-Tabu:
- Die Gesellschaft verhindert den Zugang der Frauen zu der wirtschaftlichen Unabhängigkeit;
- Frauen, die nicht heirateten waren das Ziel der sozialen Kritik;
[Also offenbar wurden die Frauen zur Ehe gezwungen];
- Es durfte kein Sex vor der Ehe geben,
- Frauen sollten kein Vergnügen am Sex haben;
- Frauen, die sich sexuell frustriert fühlten, durften darüber mit niemanden sprechen, da die sexuelle männliche Leistungsfähigkeit nicht in Frage gestellt werden durfte ;
-Scheidung war verboten.
Offensichtliche Schlussfolgerung: das wahre Ziel des Sex-Tabus war es der Frau eine wahrhaftige Falle zu stellen… so dass man diese dazu brachte sexuell schwächere Männchen annzuehmen! In anderen Worten, der wahre Zweck des Sex-Tabus war es sozial schwächere Männchen zu integrieren!
Als es diesen “Schirm” [High-Tech-Waffen] nicht gab, hatten die Anführer jeder Gesellschaft eine Sorge … die ÜBER allen Sorgen gestellt wurde: ihre Gesellschaft musste für den Krieg vorbereitet sein! …
Als die Kriege Körper-an-Körper waren, war der numerische Faktor oft von größter Bedeutung, das was die Kriege entschied war die Motivation, mit der die Kämpfer (Männer) kämpften.

So, logischerweise, indem man ein gutes Management der menschlichen Mittel führte [sexuell schwächere Männer waren ebenfalls hochmotiviert ... um um das Überleben ihrer Gesellschaft zu kämpfen) das Sex-Tabu führte zu einem Vorteil der jeweiligen Gesellschaft!!!...

Des weiteren, als die Schlachten Körper-an-Körper waren, waren diese Schlachten ein wahres Gemetzel, daher benötigte man eine grosse Disziplin so dass es, [im Gemetzel der Schlacht] keine Männer gab, die jeweils auf ihre Seite flüchteten.
Damals waren die Führer der Gesellschaften auf der Hut … das heisst, sie wussten dass, um eine disziplinierte Armee aufzubauen, war es erforderlich vorher eine grosse langweitige soziologische Arbeit zu realisieren … um ´harte Männer´ auszubilden.
[Eine Anmerkung : Eine ineffiziente Kapazität bei der Bildung der "harten Männer" ... verursachte, dass viele Gesellschaften es nicht schafften bis in das XX Jahrhundert zu überleben.]

Hier einige kuriose Fälle:
1) Die Frauen mussten zu Hause bleiben und sich um die Kinder kümmern (dh, es war notwendig, die Kapazität der demografischen Erneuerung zu gewährleisten), da sonst der Feind einen demografischen Zermürbungskrieg führte… und am Ende einer Generation (ohne eine demografische Erneuerung der ‘anderen Seite’) würde der Feind den Krieg sehr leicht gewinnen;
2) Witwen durften nicht wieder heiraten, da es nicht gut für die Moral der Kämpfer war zu denken …. dass, wenn sie auf dem Schlachtfeld sterben … sich ihre Frau dann mit einem anderen vergnügen würde;
3) Es gab eine starke Unterdrückung der Homosexuellen … da die Gesellschaft “harte Männer” brauchte um in den Schlachten zu kämpfen [wahre Körper-an-Körper Blutbäder].

Allerdings … gab es eine Entdeckung, die ein authentische soziologische Revolution ausgelöste: die Entwicklung von High-Tec-Waffen (z.B. Atomwaffen).
Mit den High-Tech-Waffen hat der numerische Faktor viel von seiner alten Bedeutung verloren … der Entscheidung der Kriege! Folglich in Gesellschaften (mit High-Tech-Waffen ausgerüstet) besteht nicht mehr die Notwendigkeit eines demographischen Rennens … um eine Kapazität der Selbstverteidigung zu gewährleisten.

(Anmerkung: es werden etwa 50% weibliche Babies und etwa männliche Babies geboren)
In traditionell monogamen Gesellschaften ist nur ein kleiner Prozentsatz der Männer kinderlos.
Wie zu erwarten, verursachten die High-Tech-Waffen den Rückgang des Sex-Tabus. Und mit dem Niedergang des Sex-Tabu (auch wie erwartet) hat der Anteil der Männer ohne Kinder in den traditionell monogam Gesellschaften stark zugenommen.
[Anmerkung: Im Gegensatz hatten die erfolgreichsten Männchen Kinder von aufeinanderfolgenden Ehen ...]

Des weiteren, mit dem Ende des Sex-Tabus kam auch das folgende Phänomen hinzu: Viele Männchen monogamer Gesellschaften machten sich auf die Suche nach wirtschaftlich schwachen Weibchen [sanfter] … aus anderen Gesellschaften.
Jedoch diese Männer (bei guter Gesundheit), die nicht diesen Weg folgten … sollen das legitime Recht haben, Zugang zu KÜNSTLICHEN GEBÄRMÜTTERN zu haben!… [surrogatmutter]
SCHLUSSFOLGERUNG:
Die moderne europäische Gesellschaft darf nicht weiter so scheinheilig sein! … Das heisst, sie darf nicht weiter wollen, dass bestimmte Verhaltensweisen als ´Vorurteile´ eingestuft werden…, bestimmte Verhaltensweisen, die ABSOLUT NOTWENDIG für ihr Überleben waren! … Das heißt:
1) Die traditionell monogamen Gesellschaften müssen ihre Geschichte akzeptieren!
2) Die traditionell monogamen Gesellschaften müssen akzeptieren, dass das Überleben nicht vom Himmel fällt!
3) Die traditionell monogamen Gesellschaften müssen davon ausgehen, dass das Überleben nur möglich war, dank einer grossen soziologischen Arbeit … besonders eines guten menschlichen Managements, besonders der Tatsache, dass es ihnen gelang, die sexuell schwächeren Männchen besser zu motivieren, so dass sie sich für das Überleben ihrer Identität interessierten. Anders ausgedrückt, jetzt, da sie geschützt sind – dank der Existenz der Hightech-Waffen – können die traditionell monogamen Gesellschaftennicht einfach so die sexuell schwächeren Männchen in den “Papierkorb” der Gesellschaft werfen.

[Anmerkung: Das islamische Volk unterdrückt die Rechte der Frauen - sie werden so wie ´wandernde Gebärmütter´ behandelt -,mit dem Ziel einen demografischen Vorteil zu erlangen. Hätten sie 732 AD (in Poitiers) nicht verloren, würden heutzutage alle Frauen in Europa in Burkas herumlaufen.]



P.S.
In alten Armeen … wurde die Homosexualität gefördert …
“Alte Armeen ‘… Das bedeutet, wenn man diese motivierende Strategie benutzt, keine Armee überlebte es bis zum heutigen Tag: sie alle wurden beseitigt!
Die Generäle sind nicht dumm, sie haben einfach erkannt, dass man anstatt die Homosexualität zu fördern, andere noch wirksamere Motivationsstrategien folgen sollte…
Es gibt viele Menschen auf dem Planeten, aber nicht EINER hat es geschafft zu überleben,indem er die homosexuelle Motivationsstrategie benutzte.

P.S.2.
WACHEN SIE AUF: Muslime mit einem 'Trick' zu erhalten, erreichen eine'demografischen Vorteil': Die Unterdrückung der Rechte der Frauen!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:15


50-SEPARATISM-50

por F. Rui, em 02.02.15

50-SEPARATISM-50 [Link]
.
.

SEPARATISM IN EUROPE

 
1. The LEGITIMATE Right to Separatism
2. Pro-Diversity Motion
3. The TRUE Tolerance



1.
---> The Democracy possess this LIMIT: nobody (no majority! ...) through the Vote (or any another manner!) have the right to deciding the elimination of Peoples!!!
---> The Native Peoples ( Autochthonous Races…, Ethnic Groups … ) they represent the Human development in different Planet's regions:
- The Natives have PHYSICAL CHARACTERISTICS ... what REPRESENT THE MANNER LIKE THE HUMAN'S HAVE EVOLVED … in the different Planet's regions.


2.
---The Pro-Diversity Motion lemma is:
--->>> 1 - ALL DIFFERENT ONES! ALL EQUAL ONES
--->>> 2 - ALL the Planet Native Peoples must possess the Right to have ITS space in the Planet!

Note 1: Also the economically little income-producing peoples... and also... the peoples of lesser demographic income...
Note 2: Muslims use a 'trick' to get reach a demographic advantage: The suppression of the rights of the women!... 

--- The Pro-Diversity Motion proclaim: the DIVISION of the Countries in 2 spaces:
- 1) one (50%) of Global Competition;
[ Note: this space is for the Globalization-Lovers ];
- 2) another one (50%) of Natural Reserve;
[ Note : the world must possess the capacity to accept who is different... i.e., in the space of Natural Reserve, the Natives [that intend to be in the Planet, with Courage and Determination, fighting by the Survival of it's Identity] - they materialize, in this space, its Legitimate Right ]


3.
--- There Exist 3 MODELS:
------> MODEL 1: MONOcultural world on the LOCAL level... but MULTIcultural on the GLOBAL level!
[Exist INTOLERANT persons - the anti-miscegenation persons - that promote this Model…]
------> MODEL 2: MULTIcultural world on the LOCAL level... but MONOcultural on the GLOBAL level!
[ This Model is promoted by the INTOLERANT persons that see the Planet Earth as a Gigantic 'Cattle' Exploration: EQUAL cities for all the side... or be... the Peoples (Races) of bigger demographic income “must possess” all the Right to go to Occupy and to Dominate the space of the Peoples (Races) of smaller demographic income ]
------> MODEL 3: Model Division (50%, 50%)
- This Model is promoted by the Pro-Diversity Motion.
- In this Model it is proclaimed Countries DIVISION in two spaces:
1) one (50%) of Global Competition...
2) another one (50%) of Natural Reserve...





P.S.1.
---> What happens in Europe is.. a Management of the entrance of immigrants... for that: the persons walks in the 'Enjoy-Parasite'... that is to say, the majority of the Europeans [the 'White Parasite']:
- they claim to enjoy immigrant servile labour at 'price of rain';

P.S.2.
---> A collection of three Mafiosi's:
Mafiosi's 1: The Capitalists Savages - for them, when Indigenous Peoples are economically not very profitable, the Indigenous Peoples must be carried out in a Substitution of the Population, by people economically more profitable... consequently... they are INTOLERANT towards the existence of Ethnic States - for the conservation of the Identity Ethnic Autochthonous.
Mafiosi's 2: The Predators Insatiables (immigrants and sons of immigrants [note: exist exceptions...]) - they want to Occupy and to Dominate more and more territories... consequently... they are INTOLERANT towards the existence of Ethnic States - for the conservation of the Identity Ethnic Autochthonous.
Mafiosi's 3: The 'White Parasite' - for them, the Substitution of the Population (which succeeds in Europe) must be considered as an "absolutely natural process", and not, to be considered as a process resulting from the action of a 'flock' of Parasites in the Planet (in Enjoy-Parasite')... consequently... they are INTOLERANT towards the existence of Ethnic States - for the conservation of the Identity Ethnic Autochthonous.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 02:02


Fim da Cidadania Infantil

por F. Rui, em 02.02.15

Fim da Cidadania Infantil [Link]
.
.

Os políticos honestos (que existem!) não dão, claramente, conta do recado: políticos/marionetas ao serviço da superclasse (alta finança - capital global) CAVAM BURACOS SEM FIM: nas finanças públicas, nas empresas públicas, na Banca... mais, construção de auto-estradas 'olha lá vem um', estádios de futebol sem público, nacionalização de bancos falidos, etc, etc, etc...

.
O cidadão não pode ficar à espera de «políticos-faz-tudo»… e depois, quando a  'coisa' corre mal,... andar por aí o tempo todo a insultar políticos!?!?!
.

'Vira o disco e toca o mesmo' - vulgo eleições antecipadas atrás de eleições eleições antecipadas - não é solução!...
democracia directa também não é solução (é processo de decisão pesado/lento)... bom, todavia, no entanto, votar em políticos não pode ser passar um 'cheque em branco'!!!!!!
Os cidadãos não podem ver os políticos como um 'paizinho'... devem, isso sim, é exigir uma maior fiscalização e controlo sobre a actividade política... e... um sistema menos permeável a lobbys!
O Presidente da República pode vetar uma lei... sem querer derrubar o governo!!!
Os contribuintes devem poder vetar uma despesa com a qual não concordam... sem querer derrubar o governo!!!
Não é só andar a pagar as dívidas que os governos fazem/deixam!... De facto, quem paga - leia-se, contribuinte - tem de ter um maior controlo sobre a forma como é gasto o seu dinheiro... isto é, ou seja, o contribuinte deve possuir o Direito de defender-se!
.
--->>> Ora, o contribuinte não pode andar constantemente a correr atrás do prejuízo:  BPN, PPP's, etc, etc, etc... leia-se:
!!!...DEMOCRACIA SEMI-DIRECTA...!!!
[nota: possibilita a existência de um processo ágil de tomada de decisões... e... permite que o contribuinte não passe um 'cheque em branco' aos políticos]
.
De facto:
- não podemos ser cúmplices dos 'Políticos Carta Branca': os políticos que querem carta branca para continuar a estoirar milhões e milhões em endividamento...
- temos de  apoiar os 'Políticos Disponíveis para serem Fiscalizados' (pelo contribuinte): "O Direito ao Veto de quem paga".
.
.
Explicando melhor:
-» Todos os gastos do Estado (despesas públicas superiores a - por exemplo - 1 milhão de euros) que não sejam considerados de «Prioridade Absoluta» [nota: a definir...] devem estar disponíveis para ser vetados durante 96 horas pelos contribuintes. 
{nota: a forma de vetar... deverá ser através da internet no "Portal dos Referendos" (portal que deverá vir a ser criado: será um "Edital das Despesas Previstas") -> aonde qualquer português com número de contribuinte, e maior de idade, poderá entrar e participar}
-» Para vetar [ou reactivar] um gasto do Estado deverão ser necessários 100 mil votos [ou múltiplos: 200 mil, 300 mil, etc] de contribuintes.
Nota: os políticos devem mantidos com a rédea curta... assim sendo, PRECISAMOS QUE TODOS os contribuintes estejam atentos aos gastos de dinheiro feitos dos políticos; leia-se, todos os contribuintes devem estar atentos ao "Portal dos Referendos".
{um ex: a transferência de dinheiro do contribuinte para a... nacionalização do negócio 'madoffiano' BPNnunca se realizaria: seria vetada pelo contribuinte!}
.
.
Resumindo, TOCA A ABRIR A PESTANA:
não se queixem do facto de estar a ser mal gasto dinheiro do Estado: abram os olhos... e vetem!!! 
- mais, o cidadão não pode ficar à mercê de pessoal que vende empresas estratégicas para a soberania - e que dão lucro (!?!?!) -,que nacionaliza negócios "madoffianos" (aonde foram 'desviados' milhões e milhões), etc.




P.S.
Quem paga (vulgo contribuinte) usaria o seu número de contribuinte, num portal do ministério das finanças (a ser construído - o "Portal dos Referendos") para exprimir o seu VETO à despesa pública com a qual não concorda.
Deve-se evitar os 'vetantes sistemáticos'... assim sendo, os contribuintes devem ser motivados... não só a fazerem 'login' no "Portal dos Referendos"... como também, a fazerem um bom uso do seu plafond de ter Direito a 15 vetos mensais - que poderão acumular (até ao valor máximo de 30 vetos) para o mês seguinte.

P.S.2.
O «LAMENTAÇÕES MAFIOSO»
-> Não precisamos de lamentações sistemáticas... precisamos é de bons mecanismos de controlo... e precisamos que todos os contribuintes estejam atentos.
-> Existe o «Lamentações Parolo»... e... existe o «Lamentações Mafioso» - as lamentações deste não visam o mudar do sistema... leia-se, apenas visam 'mudar as moscas'... ficando o sistema inalterável: um sistema muito permeável a lobbys... leia-se, um sistema muito permeável ao lobby dos políticos e a muitos outros (um exemplo: o lobby dos banqueiros). 

P.S.3.
A limitação do número de mandatos dos políticos é um álibi/truque para reivindicar reformas antecipadas!
Os políticos não deverão ter o número de mandatos limitado... mas, em contrapartida, esses mandatos deverão estar sujeitos a uma muito maior vigilância/controlo por parte dos cidadãos...; e os políticos deverão ter uma idade de reforma igual à do regime geral!

P.S.4.
A não apresentação de contas de forma transparente (para serem sujeitas ao (possível) veto pelo contribuinte), deveria implicar – constitucionalmente – a demissão imediata do governo (ou câmara municipal), e a proibição, do partido em causa, em concorrer às próximas eleições.

P.S.5.
Algumas negociatas poderão continuar escapar... no entanto - com o Direito ao Veto do Contribuinte - existirão as condições necessárias para vetar MUITAS negociatas para amigos...

P.S.6.
Não há necessidade do Estado possuir negócios do tipo cafés (etc), porque é fácil a um privado quebrar uma cartelização... agora, em produtos de primeira necessidade que implicam um investimento inicial de muitos milhões... (mesmo sendo inquestionável, todavia, na minha opinião, o facto de que é a iniciativa privada o motor do desenvolvimento económico) é uma ÓTARICE deixar tais actividades estratégicas para a soberania à mercê dos privados!
Exemplos:
- roubalheira a 'torto e a direito': Portugal tem a terceira gasolina mais cara da Europa antes de impostos;
- chantagens: a espanhola 'Endesa' decidiu chantagear o Estado português;
- e mais chantagens: para que a Europa não caísse num caos económico, a dívida da Grécia a privados foi transferida para os contribuintes (instituições públicas);
- e... mais chantagens: economistas que aconselhavam a privatização da Caixa Geral de Depósitos... depois... "para que a economia do país não caísse num caos"... passaram a aconselhar... a entrada do Estado em negócios 'madoffianos' (leia-se:depois de terem sido roubados milhões e milhões... a 'coisa' é enfiada ao contribuinte):nacionalização do BPNEstado vai controlar posição accionista de 20% no BCPEstado injecta 1100 milhões de euros na recapitalização do Banif,etc. [leia-se: o contribuinte foi transformado no 'depósito do lixo' dos banqueiros!]

P.S.7.
O «Direito ao Veto de quem paga» (vulgo contribuinte) - fim-da-cidadania-infantil - também será uma forma de proteger políticos sérios face às ameaças de pessoas sem escrúpulos (que se consideram donos do dinheiro dos contribuintes).
Explicando melhor, a 'coisa' não pode ser vista como «trigo limpo, farinha Amparo»... isto é, ou seja, no meio de políticos não-corruptos poderão sempre existir políticos corruptos - e vice-versa -,... consequentemente, como é óbvio, é MUITO MUITO importante que os políticos não-corruptos se sintam apoiados pelos contribuintes... e, como é óbvio, o Direito ao veto do contribuinte... será uma forma de os contribuintes apoiarem os políticos não-corruptos.

P.S.8.
Espiral Recessiva: o aumento de impostos para pagar a Dívida Pública... provoca uma diminuição do consumo... o que provoca um abrandamento do crescimento económico... o que, por sua vez, conduz a uma diminuição da receita fiscal!...
Por outras palavras: pedir dinheiro emprestado é um assunto demasiado sério para ser deixado aos políticos!!!
Toda a gente pôde ver: políticos incompetentes (fazendo jeitinhos a certos lobbys) ao contraírem dívida... conduziram o país rumo à falência!...
Quando um qualquer ravioli-mafiosi começa a falar em deficit e dívida pública... a resposta do contribuinte deverá ser: «o quê!? o quê!? o quê!?... os políticos foram eleitos TÃO E SOMENTE para gerir o bem público!...»
Explicando melhor, quando um político quer contrair dívida... tal terá de passar por um outro 'crivo'!... Leia-se: o contribuinte terá de reconhecer que o político em causa possui competência para estar a contrair dívida!!!
Ora, de facto, quando uma entidade qualquer contraí dívida das duas uma:
- ou vai recuperar o investimento... ou... vai afundar-se ainda mais!...
 ---> Resumindo: É necessário uma campanha para MOTIVAR os contribuintes a participar... leia-se, votar em políticos, sim, mas... não lhes passar um 'cheque em branco!!! Leia-se: para além do «Direito ao Veto de quem paga».... é urgente uma nova alínea na Constituição: o Estado só poderá pedir dinheiro emprestado nos mercados... mediante uma autorização expressa de quem paga (vulgo contribuinte) - obtida através da realização de um REFERENDO (nota: políticos 'armados' em investidores deixaram-nos à beira da bancarrota… o contribuinte tem de abrir a pestana!!!).

P.S.9.
-> Pessoal (agora) indignado com os actuais índices económicos... todavia, no entanto, não se indignaram com o facto de SER MUITO PERIGOSO  o governo de  Sócrates (e outros governos) andarem a pedir 'mil milhões' às carradas.
{pois é, também se tem de pensar em pagar}
-> Anda por aí muita conversa que visa o perpetuar/eternizar da parolização do contribuinte: queda de governos semestre sim, semestre sim,... leia-se, 'mudar as moscas'... ficando o sistema inalterável (vira o disco e toca o mesmo): um sistema aonde os lobbys manobram sempre a seu belo prazer... e... aonde, ao passarem a «ex-», os governantes terão belos 'tachos' à sua espera.

P.S.10.
Precisamos de todos
-> Não precisamos de lamentações sistemáticas... precisamos é de bons mecanismos de controlo... e precisamos que todos os contribuintes estejam atentos.
->  Para que os cidadãos estejam mais atentos... deverá ser incluída na Escolaridade Obrigatória a disciplina «Consciencialização do Contribuinte»: nesta disciplina deverá ser ensinado aos alunos as 'n' tropelias que os contribuintes têm sofrido ao longo dos anos (ex: BPN's, PPP's, etc).

P.S.11.
Concluindo e resumindo:
-> O conceito de «político governante» pressupõe um sistema MUITO PERMEÁVEL a lobbys... e aquilo que importa mesmo... é um sistema MENOS PERMEÁVEL a lobbys...
-> Por um sistema menos permeável a lobbys: temos de pensar, não em «políticos governantes», mas sim, em «políticos gestores-públicos» que fazem uma gestão transparente para/perante cidadãos atentos...leia-se, temos de pensar em bons mecanismos de controlo... um exemplo: fim-da-cidadania-infantil!
->  As vantagens da Democracia Semi-Directa 'Fim-da-Cidadania-Infantil' em relação à Democracia Directa estão à vista:
1- em caso de necessidade (depois haverá uma análise dos fundamentos) o Executivo Governamental poderá tomar decisões rápidas;
2- o contribuinte não será atafulhado com casos de 'custo-bagatela'.

 




*


Mais um P.S.
-> Democracia Representativa... sim mas... com uma REDUÇÃO DO PODER DOS POLÍTICOS e uma MAIOR SUPERVISÃO exercida pelo Contribuinte!
-> Democracia Semi-Directa: o «fim-da-cidadania-infantil» NÃO É democracia directa... é tão somente (o que já não é nada pouco!)... um maior controlo da despesa!...
[nota: vai significar uma melhor gestão dos recursos disponíveis... vai significar um sistema menos permeável a lobbys... e vai também prevenir/evitar mais aumentos de impostos no futuro]
[mais uma nota: os lobbys poderão negociar normalmente com os governos… só que… depois… a coisa terá que passar pelo ‘CRIVO’ do contribuinte: "O Direito ao Veto de quem paga"]
.
.
Mais um outro P.S.
É PRECISO TER UMA GRANDE CARA DE PAU!
-> Não é difícil de ver que as pensões de reforma são um «sistema piramidal» que carece de sustentabilidade... {são necessárias alterações}
-> As pensões de reforma dos bancários estavam numa situação pior: eram um sistema piramidal em ruptura acelerada... resultado: o sistema piramidal dos bancários (em ruptura acelerada) foi 'enfiado' ao contribuinte...
--->>> É preciso ter uma grande cara de pau: depois de ter 'enfiado' o sistema piramidal (em ruptura acelerada) ao contribuinte... o banqueiro Ricardo Salgado aparece com a conversa: «Corte nas reformas é terrível»!?!?!
Nota: num Sistema Público discute-se "condições para a sustentabilidade"... pelo contrário, num Sistema Privado corre tudo às mil maravilhas... só que depois a 'coisa' abre falência de um dia para o outro (um exemplo: o caso Madoff). 







Anexo:

'EQUILIBRAR A COISA'
{'martelar' por 'martelar'... não é 'martelar' sempre os mesmos}
-> Não é só taxar os consumidores... há que 'Equilibrar a Coisa'!
-> Taxar os investidores (ex: taxa Tobin)... vai prejudicar o crescimento da economia (fuga de capitais)...
-> Taxar os consumidores (em particular, os trabalhadores por conta de outrem)... vai provocar uma diminuição no consumo... logo TAMBÉM... vai prejudicar o crescimento da economia...
.
Face à existência duma dívida para pagar... deve-se 'Equilibrar a Coisa': taxar consumidores... E TAMBÉM taxar investidores: um exemplo, uma taxa sobre transacções financeiras em bolsa (vulgo Taxa Tobin).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:45


The Origin Of Sex Taboo

por F. Rui, em 02.02.15

The Origin Of Sex Taboo [Link]
.
.
In the earliest times of the human existence, people lived on the planet earth in a similar way like all other mammals. Consequently we can say that the human females had all the freedom and independence in these early times.

Then late, because of the necessity, in order to fight for the survival, or, to occupy new areas because of the ambition, and to dominate, somebody made an exceptional discovery, (a trick that should reach a demographic advantage): The suppression of the rights of the women! The suppression of the woman's right had as goal to treat the women as bare "migrant wombs '... so that, society got a demographic advantage!
In fact, when the wars were ́body-to-body ́, the numerical factor (number of available fighters) was of crucial importance... as this factor decided (often) the battles in the end.

Then, because of the necessity, to fight for the survival or because of the ambition to occupy new areas and to dominate, somebody made a remarkable new discovery: SEX TABOO!
The sex taboo had the goal to guarantee a better profitability of the human means of the society! In fact, the human being is no alien: just like it happened with many other mammals, in general the human females are "especially sensitive” with the stronger males...
Let's analyze the sex taboo:
- The society prevents the access of the women to economic independence;
- Women, who didn't marry, were the goal of the social criticism; [so Apparently women were forced to get married];
- There should be no sex before the marriage, - Women should not have any enjoyment of the sex;
- Women, who felt sexually frustrated, were not allowed to talk about it with anybody since the sexual male capability wasn ́t allowed to be questioned;
- Divorce was forbidden.
Obvious conclusion: the true goal of the sex taboo was to put a real trap to the woman... so that one brought these to accept sexually weaker males! In other words, the true purpose of the sex taboo was to integrate socially weaker males!

So, logically, leading a good management of the human means [sexually weaker men were also high-motivated... in order to fight for the survival of their society), the sex taboo led to an advantage of the each society!!!...

At that time, the leaders of the societies paid attention... that is, they knew that in order to build a disciplined army, it was necessary to fulfill previously a big long-term sociological work... in order to train ́rough Männer ́, .
[A comment: An inefficient capacity forming the " rough men"... caused that many societies didn't succeed in surviving century until the 20th century.]

Here some curious cases:
1) Women had to remain at home and to take care of the children (this is, it was necessary to guarantee the capacity of the demographic renewal), because the enemy led a demographic war of attrition otherwise... and in the end of a generation (without a demographic renewal of the 'other side') the enemy would win the war very easily;
2) Widows were not allowed to get married again since it was not good for the morale of the fighters to think.... that, if they die on the battlefield... their wife would amuse herself with another;
3) There was a strong suppression of the homosexuals... since the society needed "rough men" in order to fight the battles [true body-to- body bloodbaths].

However... there was a discovery, that caused an authentic sociological revolution: the development of high-tec-weapons (for example atomic weapons).
With the high-tech-weapons, the numerical factor lost much of its old meaning... the decision of the wars! Consequently in the societies (with high-tech-weapons equipped), there is no more need for a demographic race... in order to guarantee a capacity of the self- defense.

(Comment: approximately 50 percent of female babies and male babies are born)
In traditionally monogamous societies only a small percentage of men is childless.
As to expect, the high-tech-weapons caused the decline of the sex taboo. And with the decline of the sex taboo (also as expected) the share of the men without children in traditionally monogamous societies rose strongly.
[Comment: In contrast, the most successful males had children of consecutive marriages...]

Furthermore, with the end of the sex taboo, the following phenomenon also arrived: Many males of monogamous societies were looking for economically weak females [softer]... from other societies.
However these men (with good health), who didn't follow this way,... should have the legitimate right, to have access to ARTIFICIAL WOMBS!... [Surrogate mother]
CONCLUSION:
The modern European society cannot go on being so hypocritical!...
That is, it cannot want to go on to classify certain behaviours as ́preconceived ́..., certain behaviours, that were ABSOLUTELY NECESSARY for its survival!... That is:
1) The traditionally monogamous societies must accept their history!
2) The traditionally monogamous societies must accept that the survival doesn't fall from heaven!
3) The traditionally monogamous societies must assume that survival was only possible, thanks to a big sociological work... specially a good human management, specialy the fact, that they succeeded motivating better the sexually weaker males, so that they were interested in the survival of their identity. Expressed differently, now, they are protected, thanks to the existence of the high-tech-weapons, the traditionally monogamous societies can ́t throw the sexually weaker males simply so into the "waste paper basket" of the society.

[Comment: The Islamic people suppress the right of the women - they are treated just like ́walking wombs ́ - with the goal to get a demographic advantage. If they had not lost 732 AD (in Poitiers), in Europe nowadays every woman would walk around in Burkas.]


P.S.
In old armies... homosexuality was promoted... "Old armies '... This means, if this motivating strategy is uses, any army didn't survive until the present day: they all were erased!
The generals are not dumb, they simply recognized that instead of promoting the homosexuality, they should follow other, even more effective motivation strategies...


P.S.2.
WAKE UP: Muslims use a ‘trick’ to get reach a «demographic advantage»: The suppression of the rights of the women!…

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:37


Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D