Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]




O Direito de ser Pai Solteiro

por F. Rui, em 19.02.15

O Direito de ser Pai Solteiro

.

.

O Direito de ter filhos em sociedades Tradicionalmente Monogâmicas - em particular, o Direito de ser Pai Solteiro

 
1- Razão Histórica
Ainda há parolos que acreditam em histórias da carochinha... mas há que assumir a realidade:
- Nas Sociedades Tradicionalmente Poligâmicas apenas os machos mais fortes é que possuem filhos.
- No entanto, para conseguirem sobreviver, muitas sociedades tiveram necessidade de mobilizar/motivar os machos mais fracos no sentido de eles se interessarem/lutarem pela preservação da sua Identidade!... De facto, analisando o Tabu-Sexo (nas Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas) chegamos à conclusão de que o verdadeiro objectivo do Tabú-Sexo era proceder à integração social dos machos sexualmente mais fracos; Ver http://tabusexo.blogspot.com/.
Concluindo:
- Nas Sociedades Tradicionalmente Poligâmicas é natural que sejam apenas os machos mais fortes a terem filhos, no entanto, as Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas têm de assumir a sua História: não podem continuar a tratar os machos sexualmente mais fracos como sendo o caixote do lixo da sociedade!... Assim sendo, nestas sociedades deve ser possibilitada a existência de barrigas de aluguer [nota: numa primeira fase ter acesso a barrigas de aluguer, e a longo prazo ter acesso a úteros artificias... obs: úteros artificiais – deve ser considerado uma Investigação Cientifica Prioritária!] para que, nestas sociedades os machos (de boa saúde) rejeitados pelas fêmeas, possam ter filhos!


2- Razão de Igualdade de Direitos
Nas sociedades tradicionalmente monogâmicas, deve existir Igualdade de Direitos:
- famílias monoparentais femininas... e... famílias monoparentais masculinas.
[nota: actualmente as 'famílias monoparentais de pai'... são ínfimas em relação às 'famílias monoparentais de mãe'...]
Dito ainda de uma outra maneira:
- Decisões Partilhadas e Decisões Pessoais/Íntimas:  ter filhos poderá ser uma Decisão Partilhada (situação normal), poderá ser uma ser uma Decisão Pessoal/Íntima feminina (situação que já existe no presente), ou poderá ser uma Decisão Pessoal/Íntima masculina (situação que virá a ser uma realidade no futuro).


3- Razão Humanitária
Quando se fala em Direitos das crianças... há que ver o seguinte: muitas crianças (de boa saúde) hão-de querer ter a oportunidade de vir a ser pais... oportunidade essa que lhes é negada pela 'via normal'.
Dito de outra maneira: não está em causa ter (ou não ter) acesso a 'isto ou aquilo'... mas sim, o facto da sociedade não poder estar a impor bloqueios emocionais: leia-se, ao não legalizar as famílias monoparentais (a masculina em particular) a sociedade está a fazer com que uma faixa (de certa forma significativa) da população masculina não tenha filhos.
[obs 1: ser pai ou ser mãe não é ter uma coisa qualquer]
[obs 2: idealmente, uma criança deveria estar sempre acompanhada do pai e da mãe (o ping-pong "ora está com a mãe"... "ora está com o pai"... não é a situação que é mais recomendada)... todavia, no entanto, como é óbvio... não se pode proibir às pessoas que têm filhos o Direito ao Divórcio!!! -> Ora, de facto, é um Direito ao qual as crianças no futuro também quererão vir a ter acesso: o Direito ao Divórcio!]
[obs 3: idealmente seria bom todas as crianças terem um pai e uma mãe... mas também... idealmente seria bom todas as crianças terem a oportunidade de virem a ser pais (ser pai ou ser mãe) -> ora, de facto, é um Direito ao qual as crianças também quererão vir a ter acesso: o Direito à Monoparentalidade!]
.
Nota: o Direito à Monoparentalidade  (em sociedades Tradicionalmente Monogâmicas) é uma janela emocional que se abre a machos (de boa saúde) que, em condições 'normais', seriam rejeitados pelas fêmeas... ora, É ÓBVIO QUE a sociedade terá que exercer um acompanhamento muito maior às famílias monoparentais... todavia, mesmo que... a avaliação de certos requisitos (...) seja algo que dê um bocado de trabalho à sociedade (tradicionalmente monogâmica)... no entanto, como é óbvio, muitos machos não podem perder o seu Direito de ter filhos!!! ->  Um exemplo: (no acompanhamento obrigatório do caso) poderia existir a obrigatoriedade dos filhos de famílias monoparentais frequentarem infantários/escolas públicas; etc.





P.S.
Existem muitos homens sem filhos ['por isto ou por aquilo' as mulheres consideram que eles não possuem 'perfil'... adiante] que devidamente motivados/acompanhados... poderiam ser óptimos pais solteiros!!!
A ausência de tal motivação/acompanhamento não só é uma MÁ GESTÃO DOS RECURSOS HUMANOS  da sociedade... como também, um INJUSTIÇA HISTÓRICA que está grassando nas Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas.

P.S.2.
A Luta pela Sobrevivência duma Identidade envolve:
-1- capacidade de defesa perante aqueles que pretendem ocupar e dominar novos territórios;
-2- capacidade de renovação demográfica.
Ora, como é/será óbvio, muito mais importante do que estar a gastar recursos em estádios de futebol, autoestradas 'olha lá vem um', etc... uma sociedade deve dirigir recursos para a renovação demográfica, isto é, uma sociedade deve assumir custos de renovação demográfica! Um exemplo: a criação duma rede de centros de acolhimento de crianças a funcionar 24 horas por dia... aonde as crianças poderiam ficar, mediante uma declaração da(s) entidade(s) patronal(patronais) das famílias (monoparentais ou tradicionais). [resumindo: há que discutir intensamente os recursos disponíveis]

P.S.3.
Andam por aí badalhocos não se querem dar ao trabalho de procurar CONDIÇÕES DE SUSTENTABILIDADE (ex: para ser demograficamente sustentável, uma sociedade deve alcançar a média de 2.1 filhos por mulher)... todavia, no entanto... querem andar por aí a proibir 'este e aquele' Direito às pessoas.
{obs: como é óbvio, uma sociedade deve procurar rentabilizar as pessoas (homossexuais e heterossexuais) com disponibilidade para criar crianças... bom... sim, no entanto, há quem fale é em naturalizar a 'boa produção demográfica' proveniente daqueles países (ex. islâmicos) que tratam as mulheres como uns 'úteros ambulantes'!?!?}

P.S.4.
As sociedades economicamente/tecnologicamente mais evoluídas... são Sociedades Tradicionalmente Monogâmicas... o que, por sua vez, ajuda a legitimar o seguinte: criar condições para que machos (de boa saúde) - que embora sejam considerados 'descartáveis' segundo critérios das sociedades tradicionalmente poligâmicas - também possam ter filhos... é uma adaptação (na luta pela sobrevivência) válida!

P.S.5.
Tal como eu explico no blog «http://tabusexo.blogspot.com/» o verdadeiro objectivo do Tabu-Sexo era efectuar uma melhor gestão dos recursos humanos da sociedade.
Promover a Monoparentalidade - sem 'beliscar' a Parentalidade Tradicional (e vice-versa) - é EVOLUÇÃO NATURAL DAS SOCIEDADES TRADICIONALMENTE MONOGÂMICAS!... De facto: proporciona uma melhor gestão dos recursos humanos da sociedade!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:37



Mais sobre mim

foto do autor



Arquivo

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D